Após protestos de cobradores, secretário reafirma que não haverá demissões

Geral

Após protestos de cobradores, secretário reafirma que não haverá demissões

De acordo com o secretário, os profissionais não serão demitidos e serão reaproveitados em outros postos de trabalho

Foto: Ademir Ribeiro/Secom

Na manhã desta segunda-feira (01), representantes do Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários) fizeram uma manifestação contra a circulação de ônibus do Transcol sem a presença do cobrador. Segundo representantes, uma das preocupações é com relação aos postos de trabalho dos profissionais.

Diante das novidades e das polêmicas em torno dos novos ônibus do sistema Transcol na Grande Vitória, o secretário de Transportes e Obras Públicas do Espírito Santo, Fábio Damasceno, participou do programa Fala Espírito Santo, da TV Vitória, onde esclareceu as dúvidas da população.

Veja os principais pontos abordados:

Demissões

Não haverá demissões. Traçamos isso na estratégia com o governador, onde faremos um processo de melhoria e modernização do sistema sem nenhuma demissão. Este é um processo inicial. Vamos absorver toda a mão de obra dentro do próprio sistema.

Novos ônibus

Para este ano, nossa previsão é de 100 novos ônibus com ar-condicionado e sem cobrador. Já entregamos 20. Todo mês, 20 novo ônibus vão chegar no sistema até o final do ano. Nos próximos três anos, serão mais 500 novos ônibus. Dos 1600 que temos no sistema (Transcol), 600 serão com essas características, que vão operar em linhas troncais.

Aproveitamento de mão de obra

Dentro da implantação, as empresas têm as escolas para motoristas, para o setor administrativo, para mecânica. Estamos abrindo cursos profissionalizantes no Sest Senat para garantirmos estes empregos. Assumindo os sistemas municipais de Vitória e Vila Velha, que são sistemas deficitários, vamos precisar de toda mão de obra. Quem está no sistema, não será demitido. Vamos aprimorar a categoria para que possam exercer outras atividades dentro da empresa.

Cartões Transcol

Todos os cartões que já foram adaptados não precisam ser trocados. Quem fez a validação já está com o Bilhete Único na mão. Ainda vamos lançar e mostrar todas as funcionalidades. Quem usa todos os dias, já validou. Qualquer pessoa que tem o cartão gratuidade, vale transporte, idoso, estudante, cidadão serve nesses ônibus e nos novos validadores

Terminais

Estamos trabalhando nisso desde o mês de janeiro. Faz parte do projeto de governo a reestruturação de todo o sistema. O terminal Itaparica já tem projeto sendo feito e o de Carapina, a Ceturb já está providenciando as ações. O que hoje conseguimos fazer, foram os ônibus. É uma série de melhorias. É a retomada do investimento no sistema

Segurança

Já estamos percebendo. Ano passado tivemos cerca de 300 assaltos nos coletivos e neste ano caiu para 200. É importante o trabalho das câmeras de monitoramento. As polícias estão investigando. Estamos trabalhando para coibir cada vez mais os assaltos dentro do ônibus. Agora queremos tirar o dinheiro a bordo e isso faz com que melhore a segurança, pois não tem dinheiro circulando nos ônibus.

Compra de créditos para Bilhete Único

Quem não tem o cartão vai poder adquirir em qualquer posto da GVBus. Teremos várias formas de recarregar, que vamos divulgar depois. Uma vez que pegou o cartão, vai poder recarregar pela internet, pelo celular. Isso vai diminuir o tempo de embarque dentro do ônibus. Um processo eletrônico é muito mais rápida a entrada no transporte público.

Integração

Com a integração com Vitória e Vila Velha, vamos precisar de um processo para que as pessoas possam economizar durante a viagem. Se hoje alguém precisar pegar um ônibus dos 'verdinhos' de Vitória e um Transcol, é preciso pagar duas passagens. Quando tivermos o Bilhete Único para integrar no sistema, só será paga uma passagem. Teremos um sistema único.

Trajetos e linhas

Os estudos vão mostrar a necessidade. Temos linhas que são sobrepostas e isso não vai ser mais preciso. Vamos modernizar e otimizar todo o sistema, ofertar mais linhas onde precisa mais, diminuir onde precisa mesmo, etc. É importante que a população entenda esse processo para ter mais facilidade na economia e no tempo para embarque e desembarque nos ônibus

Tecnologias

Hoje os ônibus são dotados de tecnologias, que permitem que as portas não sejam fechadas se o veículo estiver andando, por exemplo. Estamos falando de um sistema onde se tinha um cobrador de 30 anos atrás, que era outro tipo de veículo. Os ônibus são mais eficientes hoje. Várias cidades já tem esse modelo de cobrador. Não temos a necessidade desse tipo de auxílio [do cobrador para o motorista].

Tendência

Linhares e Cachoeiro já possuem uma porcentagem de ônibus sem cobrador, como outras cidades do país. São Paulo, Brasília, Campinas, Guarulhos, etc. O Brasil é o único país do mundo, praticamente, onde ainda existe a profissão de cobrador. Com a tecnologia, conseguimos gerar uma infraestrutura melhor sem essa mão de obra, que não será demitida. Vamos aproveitar em outras funções que o sistema tanto precisa.

Valor da passagem

O preço da passagem não muda. Não tem relação o ar-condicionado com o preço da passagem. Todos que têm qualquer tipo de cartão vão poder acessar o sistema através da bilhetagem eletrônica. A população precisa buscar este cartão para termos acesso às melhorias.