Morador de Guarapari se cura do novo coronavírus após 10 dias de internação

Geral

Morador de Guarapari se cura do novo coronavírus após 10 dias de internação

Curado, Alsir faz um apelo, “Peço que as pessoas continuem se cuidando",.

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Morador de Guarapari há 35 anos, Alsir Monteiro da Costa, natural de São José do Calçado, foi uma das pessoas que contraíram o novo Coronavírus (Covid-19) no município. O gerente de banco aposentado, atualmente consultor no ramo de seguros, passou 10 dias internado e hoje está curado. Além de Alsir, a esposa, Eliane Zanchetta da Costa, e o filho, Bruno Zanchetta da Costa, também foram acometidos pela doença. Mas não necessitaram de internação e estão bem.

“Comecei a sentir sintomas de gripe no início deste mês, dia 07. Fiz consulta online com otorrinolaringologista e fui diagnosticado, através de exame facial, com faringite e sinusite. No dia 13 fui consultado via online pelo pneumologista que de imediato solicitou uma tomografia do tórax. No dia seguinte, 14, fui submetido ao exame. Com o resultado em mãos, o médico solicitou internação imediata pela gravidade da situação”, relatou Alsir.

O consultor foi internado no dia 14 com pneumonia e no hospital foi realizado o exame para a confirmação da Covid-19, o resultado foi positivo. “Apesar de internado, fiquei sempre no quarto e não houve necessidade de ir para UTI ou CTI. Também não precisei ser entubado, tive auxílio apenas de oxigênio para ajudar a respiração”.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Alsir com a esposa, o filho e os netos.

Após 10 dias no hospital, ele teve alta na última sexta-feira (24), Alsir faz questão de enfatizar que em nenhum momento nesses dias internado se sentiu desamparado. “Sentia a presença de Deus e a solidariedade de incontáveis pessoas que ficaram durante todo esse tempo rezando, orando e intercedendo por mim. Me agarrei na minha confiança e fé em Deus, minha devoção na Maria Santíssima, mãe de Jesus e na força das orações de todas as pessoas que tomaram conhecimento da minha enfermidade e consequente internação”.

Agora curado, Alsir aproveitou para fazer um apelo. “Peço que as pessoas continuem se cuidando, que sigam usando máscaras, fazendo a higiene pessoal rigorosa e que não fiquem expostas a aglomerações. Essa doença é perigosa, não é uma gripezinha”.

Ele também fez um alerta. “Cuidado com a auto-medicação, em cada organismo a Covid-19 se manifesta de uma forma. O remédio que me curou é diferente do que foi ministrado a outra pessoa e vice versa. Atendam as autoridades competentes da área da saúde e da ciência e não pessoas leigas que acham que podem indicar remédios milagrosos sem quaisquer comprovações científicas”.