Portal de Vacinação: cadastro pode ser feito por qualquer morador do ES, mesmo se município não aderir

Geral

Portal de Vacinação: cadastro pode ser feito por qualquer morador do ES, mesmo se município não aderir

Segundo secretaria de Estado da Saúde, o interesse do governo é ampliar os serviços do portal para agendamentos de outras vacinas, além das de combate a covid-19

Foto: Folha Vitória

Qualquer morador do Espírito Santo pode se cadastrar no portal "Vacina e Confia", do governo estadual, mesmo que o município onde a pessoa resida não faça parte da plataforma. A afirmação é do subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. 

"O cidadão pode e deve se cadastrar. Hoje, usamos para a covid, mas o interesse nosso é transformar esse portal naquele que vai permitir o agendamento dessa e de outras vacinas no futuro", ressaltou. 

Viana 100% vacinada

Ainda durante coletiva de imprensa virtual na tarde desta segunda-feira (19), o secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, falou sobre o projeto "Viana Vacinada" e anunciou que o município conta com 100% da população adulta imunizada contra a covid-19. 

"Reavaliamos a publicação do projeto de Viana. Iremos aguardar a conclusão deste mês para fazer a publicação em uma coletiva para avaliar os impactos do projeto. Mas queremos destacar que o município de Viana atingiu a vacinação de 100% de sua população adulta estimada. Principalmente com a vacina da AstraZeneca, que deve se tornar a principal vacina. Deveremos ter um alto grau de autonomia para garantir a ampla cobertura vacinal do nosso país", destacou.

Leia também: Variante delta não está circulando no ES; para conter o avanço da pandemia Estado antecipa D1

Acompanhe o vídeo da coletiva de imprensa:

Além disso, Nésio lembrou que o estado segue registrando baixas no número de novas internações e mortes provocadas pela pandemia. "Nós vivemos a semana epidemiológica 29, na qual uma recuperação de casos se consolida. Devemos, nesta semana, alcançar o ponto de cava, o momento entre a primeira e a segunda onda, onde encontramos o menor número de casos observados e de óbitos". 

Segundo Nésio, um reflexo da vacinação no Estado. "Vacinação assertiva. Não temos dúvida, também, de que com a ampla testagem, com mais de 500 pontos de trabalho em ambientes públicos, como nos terminas de ônibus, nós estamos consolidando as melhores estratégias para conter o avanço do vírus".

Foto: Divulgação/ Sesa

Uso de máscaras em festas e restaurantes

Além da vacinação e das testagens, o secretário de Saúde ressaltou a importância do uso constante das máscaras, as chamadas 'barreiras físicas', principalmente em ambientes como cerimoniais e restaurantes.

"Alcançamos 72 dos 78 municípios capixabas em risco baixo. A responsabilidade individual aumenta muito nessa fase. O uso de máscaras nos coletivos, no comércio em geral e nos aeroportos tem que permanecer. Não é aceitável que as pessoas tenham indisciplina em restaurantes e cerimoniais. As máscaras devem ser retiradas apenas para o necessário", enfatizou.

O secretário reforçou que a máscara é muito importante para reduzir o risco de transmissão e pediu apoio dos comerciantes. "Assumir maior disciplina com seus clientes é fundamental para que esses espaços não favoreçam maior contágio entre as pessoas".

6 meses de vacinação

Ainda durante a coletiva, o subsecretário de Vigilância em Saúde da Sesa, Luiz Carlos Reblin, falou sobre os primeiros seis meses de vacinação no Espírito Santo.

"Se tivéssemos mais vacinas, o avanço teria sido maior. A expectativa é a de que a medida que cheguem mais doses ao Estado, estimulemos os municípios a vacinarem o quanto antes. De maneira geral, dentro da quantidade de doses que nós recebemos até agora, o resultado atende a nossa expectativa", disse.