Falta de vacina faz Vitória suspender aplicação de primeira dose por faixa etária

VACINAÇÃO NO ESPÍRITO SANTO

Geral

Falta de vacina faz Vitória suspender aplicação de primeira dose por faixa etária

De acordo com o município, novos agendamentos para esses públicos serão retomados somente quando o governo do Estado enviar novas doses

Rodrigo Araújo

Redação Folha Vitória
Foto: André Sobral / PMV

Por falta de doses de vacinas contra a covid-19, a Prefeitura de Vitória suspendeu, momentaneamente, a aplicação das primeiras doses na população, por faixa etária. De acordo com o município, novos agendamentos para esses públicos serão retomados somente quando o governo do Estado enviar novas doses.

Segundo a prefeitura, a última aplicação da primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, na capital, ocorreu na sexta-feira (23). Entre esta segunda (26) até a próxima quarta-feira (28), está sendo aplicada a segunda dose do imunizante.

Já na próxima quarta está prevista a aplicação da primeira dose em 1.100 trabalhadores industriais. O agendamento para este grupo foi aberto nesta segunda e, de acordo com a prefeitura, todas as vagas foram preenchidas.

Segundo dados da administração municipal, já foram aplicadas 333.659 doses da vacina contra a covid-19, sendo 228.995 da primeira dose — o que representa 84,3% da população adulta — e 104.664 da segunda dose e dose única — o que representa 38,5% dessa população.

Falta de doses em municípios capixabas

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, o problema de falta de doses para ampliar a imunização da população não afeta apenas a capital capixaba. Segundo ele, outros municípios da Grande Vitória e do interior estão em situação semelhante.

"Praticamente todos os grandes municípios do Estado do Espírito Santo tiveram paralisações da oferta da primeira dose do imunizante, diante de um contexto em que os municípios têm uma rapidez na aplicação dos imunizantes que chegam e que não houve o atendimento da expectativa de chegada de 1,2 milhão de doses de vacinas neste mês para o estado", frisou o secretário.

Nésio Fernandes, no entanto, acredita que as próximas remessas que chegarão ao Espírito Santo permitirão que, até setembro, o estado tenha condições de iniciar a imunização, com a primeira dose, de toda a sua população adulta.

"Nós temos uma previsão importante de doses que devem chegar no mês de agosto e setembro, e que acreditamos que serão meses importantes para, inclusive, iniciar o esquema de vacinação na população com mais de 18 anos. Não estou me referindo que iremos completar, no mês de setembro, a vacinação de todas as pessoas com mais de 18 anos. Mas possivelmente devemos iniciar a vacinação desse grupo no mês de setembro de 2021", destacou.