VÍDEO | Seringa 'estoura' em vacinação, mulher é liberada e só depois recebe nova dose

Geral

VÍDEO | Seringa 'estoura' em vacinação, mulher é liberada e só depois recebe nova dose

O incidente aconteceu durante o mutirão de vacinação realizado no Pavilhão de Carapina, na Serra, nesta quarta-feira (30)

Uma seringa 'estourou' durante a aplicação da vacina contra o coronavírus em uma mulher nesta quarta-feira (30), no Pavilhão de Carapina, na Serra. O incidente aconteceu durante o mutirão de imunização promovido pela prefeitura do municipio. 

>> VÍDEO | Apagão durante mutirão de vacinação contra covid-19 na Serra; apesar da falta de energia 5 mil foram imunizados

Foto: Reprodução/ WhatsApp Folha Vitória

A reportagem do Jornal Online Folha Vitória recebeu o vídeo do momento em que a pessoa aplica a seringa no braço da mulher, a ampola 'estoura'. É possível ver o momento exato em que o líquido cai.

No vídeo, aparentemente, a mulher que recebe a aplicação não foi informada sobre o problema. A responsável pela aplicação informa apenas o local da saída.

Por nota, a Prefeitura da Serra informou que a pessoa recebeu uma nova dose da vacina, garantindo a imunização. No entanto, não esclareceu se houve afastamento da profissional responsável pelo fato.

A Secretaria de Estado da Saúde disse que foi comunicada pela Prefeitura da Serra sobre o erro de imunização ocorrido durante o mutirão de vacinação realizado no município. A pasta esclareceu que orientou o município e que a dose já foi aplicada na usuária.

Também por nota, o Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo (Coren-ES) informou que teve ciência sobre o procedimento a partir da imprensa, e que o caso será apurado, respeitando os princípios do Código de Processo Ético e o Código de Ética da Enfermagem.

O Coren salientou que é um órgão fiscalizador, conforme o Artº 15 da Lei nº 5.905, de 12 de julho de 1973, e orienta que qualquer cidadão, ao presenciar situação de suposta infração ética, negligência, imperícia e imprudência relacionada ao exercício profissional de Enfermagem, deve denunciar.