Osteoartrite: caminhada pode ajudar a prevenir dor no joelho

Dino (divulgador de notícias)

Geral

Osteoartrite: caminhada pode ajudar a prevenir dor no joelho

Pesquisa desenvolvida por uma universidade norte-americana aponta para os benefícios da caminhada; ortopedista especialista em cirurgia do quadril e joelho comenta o estudo

Foto: Divulgação/DINO

Um exercício acessível para a maioria das pessoas e que dispensa o uso de equipamentos caros pode ser a peça-chave para a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos idosos: a caminhada. É o que revela um estudo conduzido pela Dra. Grace Hsiao-Wei Lo, professora assistente do Baylor College of Medicine em Houston, nos Estados Unidos, que aponta que caminhar pode evitar a dor no joelho em pessoas com osteoartrite (artrose).

A osteoartrite é uma doença que afeta as articulações caracterizada pela degeneração das cartilagens com inflamação. Em média, 12 milhões de brasileiros convivem com o problema - 6,3% da população adulta, conforme cálculos do consórcio GBD (Global Burden Disease, ou Carga Global de Morbidade, em português). Segundo o levantamento, a doença tem maior prevalência entre idosos, sendo que 85% dos indivíduos com mais de 65 anos podem apresentar evidência radiológica da artrose.

De acordo com a análise da Dra. Lo, ao final de quatro anos, aqueles que começaram sem dores frequentes no joelho e caminharam para se exercitar pelo menos dez vezes apresentaram menor probabilidade de desenvolver novos episódios de rigidez ou dores ao redor dos joelhos. Além disso, essas pessoas sofreram menos danos estruturais na articulação, conforme publicado pelo O Globo.

Ainda segundo a pesquisa, indivíduos com osteoartrite do joelho que têm pernas tortas podem tirar benefícios específicos com a caminhada, modalidade que dispensa o uso de drogas e, a longo prazo, pode evitar intervenções cirúrgicas. A pesquisa considerou respostas de 1.000 indivíduos com 50 anos ou mais com osteoartrite do joelho. Alguns participantes apresentaram dor persistente no início, enquanto outros não.

Para o Dr. Marco Aurélio S. Neves, ortopedista especialista em cirurgia do quadril e joelho que atua nos hospitais Sírio-Libanês e Moriah, em São Paulo (SP), a pesquisa oferece uma maneira fácil e gratuita de combater um dos culpados mais comuns da dor nos joelhos entre adultos mais velhos. “Tal descoberta pode indicar uma mudança de paradigma na questão da prevenção e tratamento de enfermidades como a osteoartrite, já que a prática da caminhada é uma solução fácil, descomplicada e gratuita”, diz.

O ortopedista especialista em cirurgia do quadril e joelho explica que o movimento consistente pode ajudar a criar massa muscular, fortalecendo os ligamentos em volta das articulações com osteoartrite.

“Em alguns casos, porém, serão recomendados tratamentos ou cirurgias para a artrose. Os procedimentos cirúrgicos são o último recurso desse tratamento, pois são mais agressivos e mais indicados para casos de artroses avançadas”, esclarece Neves.

Para mais informações, basta acessar: https://drmarcoaurelio.com.br/

Pontos moeda