• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mitos e verdades da gravidez

Geral

Mitos e verdades da gravidez

A vovó diz que se a gestante sente muita azia é porque o bebê será cabeludo. Já a vizinha afirma que ficar em jejum ajuda a passar o enjôo. Veja mitos e verdades que grávidas costumam ouvir

Ficar em jejum reduz a incidência de enjoos. É mito! Mas praticar exercícios faz muito bem - Foto: Divulgação

Qual grávida nunca ouviu falar que fazer sexo pode prejudicar o bebê, que se ela soprar na nuca do marido vai passar o enjoo para ele ou que barriga redonda indica gravidez de uma menina e a pontuda quer dizer que vem um menino por aí? Pois é, são tantos contos e lendas que a mamãe fica sem saber se acredita ou não. Algumas são verdadeiras, outras são quase lenda urbana!

O Guia Mamãe e Bebê do Folha Vitória colocou o seu lado detetive em ação e vai desmistificar algumas histórias que as vovós, titias, madrinhas e vizinhas ainda acham que são verdadeiras. Confira!

O sexo pode prejudicar o bebê – O sexo só é proibido caso o médico encontre alguma alteração na gestação, como deslocamento de placenta e pressão alta. Se não tiver problema algum com a mãe nem com o bebê, o sexo está mais do que liberado, para alívio do papai! Além de não machucar o bebê, já que está envolvido pela placenta, aumenta o fluxo sanguíneo na área da bacia e as endorfinas produzidas no orgasmo trazem a sensação de bem-estar ao feto.

Ficar em jejum para diminuir o enjoo – Grávida, não faça isso! A mulher deve comer mais vezes e em menos quantidade se quiser diminuir a sensação de enjoo.

Se a grávida soprar a nuca do marido quando este está dormindo, passa os enjoos para ele – Os enjoos são causados pelos inúmeros hormônios que a mulher tem no seu organismo durante a gravidez e, por mais que a mulher quisesse, isso não melhora apenas com um sopro na nuca do marido.

A mulher deve comer por dois – Já vimos aqui no Guia Mamãe e Bebê que isso é um engano. A mulher deve aumentar somente 200 calorias por dia para que tenha uma gravidez saudável sem um grande aumento de peso. Essa quantidade já é suficiente para que o bebê se desenvolva de forma satisfatória. 

Barriga redonda indica menina e pontuda menino – Isso costuma ser um alívio para a mamãe que ainda não conseguiu ver o sexo do bebê, mas não passa de um mito. A forma da barriga não tem relação com o sexo do bebê. A barriga se desenvolve dependendo da forma física da mamãe.

Exercícios físicos durante a gravidez fazem mal – Outro assunto que as mamães já viram por aqui. Com orientação médica e supervisão de um profissional capacitado, as mamães podem – e devem – fazer atividade física.

Se a grávida tem muita azia, é porque o bebê vai ser cabeludo – Embora muitas vezes pareça que tem relação, o que vai definir se seu filho vai ser ou não cabeludo não é a azia e, sim, a genética. A azia aparece porque o útero pressiona o estômago, causando um refluxo do ácido do estômago.

Se os desejos da grávida não forem satisfeitos o bebê pode nascer com algum sinal – Os desejos são originados, normalmente, devido à necessidade do organismo da grávida, como falta de alguma vitamina. Mas se a mamãe não comer a jaca que deseja seu filho não vai nascer nem com cara nem com algum sinal lembrando a jaca. Se os desejos forem constantes, converse com seu médico. Pode ser que você precise de um reforço vitamínico.

Grávidas devem fazer sauna ou permanecer em banheiras com água quente por muito tempo – Mamãe, fuja disso! Grávidas não podem ficar em banheiras e saunas por muito tempo. O calor estimula a vasodilatação dos vasos, podendo levar a uma hipotensão arterial. E isso prejudica o transporte sanguíneo para o feto.

Gestante não pode andar de moto - Nenhum estudo ou pesquisa comprovou prejuízos ao feto ou para a gestante que anda de moto, seja na garupa ou pilotando. O fato é que, além do desconforto para a gestante devido à postura, moto é um veículo arriscado em um trânsito caótico que todo o País enfrenta. Por isso, nossa dica é que a mamãe utilize a moto apenas em situações realmente necessárias. Se ela puder escolher ir de carro ou ônibus para o seu compromisso, será melhor.