• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"Chega mais, galera!": Nova moda entre grávidas é convidar até dez amigos para assistir ao parto normal

Geral

"Chega mais, galera!": Nova moda entre grávidas é convidar até dez amigos para assistir ao parto normal

Pesquisador avalia que o crowdbirthing coloca pressão desnecessária nas grávidas. uma pesquisa revelou que as mães mais jovens têm levado cada vez mais convidados

 O lado negativo disso tudo é que os partos estão virando algo competitivo Foto: R7

Quantas pessoas se espera que acompanhem uma mulher na sala de parto, enquanto nasce a criança? No máximo três, em média, sendo elas o pai do bebê, a mãe da grávida e uma irmã ou amiga mais próxima. No entanto, a nova moda entre as futuras mamães é o crowdbirthing, que triplica essa plateia ao convidar até nove conhecidos para assistir a este que, na teoria, é um dos momentos mais íntimos de uma mulher.

De acordo com o jornal britânico Mirror, uma pesquisa feita pelo site Channel Mum revelou que as mães mais jovens têm levado cada vez mais convidados para a sala de parto, algumas delas confessaram ter parido em frente a 15 pessoas, isso sem incluir a equipe médica.

O levantamento, que entrevistou 2 mil mulheres, descobriu que grávidas na casa dos 20 e poucos anos convidam uma média de oito pessoas para testemunhar o nascimento de seus bebês. Isso aponto uma drástica diferença das mulheres de hoje para as dos anos 60, que levavam no máximo uma pessoa além da parteira para estar presente neste momento.

Mães que hoje já ultrapassaram os 50 anos de idade levaram, em média, duas pessoas para a sala de parto. Já as com 30 ou 40 anos optaram por levar quatro convidados.

Siobhan Freegard, fundador do Channel Mum, aponta um motive principal para a nova moda. "A nova geração está acostumada a compartilhar todos os aspectos de suas vidas, então por que não compartilhar o parto? Muitas mulheres consideram o parto uma de suas maiores conquistas na vida, então querem dividir esse momento com as pessoas mais próximas a ela."

No entanto, o lado negativo disso tudo é que os partos estão virando algo competitivo, e acrescentando uma pressão desnecessária às grávidas. Um terço das mulheres pesquisadas, por exemplo, admitiu recusar anestesia com o medo de ser julgada pelos amigos presentes. 

Um quinto delas acredita que precisar de uma cesárea significa que elas falharam como mães. Ainda de acordo com a pesquisa, sogras agora são convidadas mais populares na sala de parto do que eram antigamente, quando apenas a mãe da grávida era bem-vinda. Sobre os vovôs, os resultados mostram que uma a cada 25 grávidas convidaram os pais para fazer parte da plateia do nascimento do bebê.

Com informações do Portal R7