Autoridades da Alemanha acreditam que enfermeiro matou ao menos 86 pessoas

Geral

Autoridades da Alemanha acreditam que enfermeiro matou ao menos 86 pessoas

Redação Folha Vitória

Berlim - Um enfermeiro que foi condenado por matar pacientes na Alemanha com altas doses de medicamento para o coração está sendo novamente investigado devido a suspeitas de que o número de pessoas que tenha matado possa estar em torno de 85 pessoas, de acordo com autoridades locais.

Muitas das mortes poderiam ter sido evitadas se autoridades do setor de saúde tivessem agido mais cedo ao saber das suspeitas, disse Johann Kuehme, chefe de polícia da cidade de Oldenburg.

O enfermeiro Niels Hoegel, de 40 anos anos, foi condenado em 2015 por dois assassinatos e duas tentativas de homicídio em um hospital perto da cidade de Delmenhorst. Sua sentença foi de prisão perpétua. No entanto, procuradores agora acreditam que ele matou muito mais pessoas.

Os crimes vieram à tona após a condenação. As autoridades investigam centenas de mortes, com exumação de corpos de antigos pacientes do hospital. Fonte: Associated Press.