Procuradora-geral da Venezuela diz que Maduro tentou encerrar investigação

Geral

Procuradora-geral da Venezuela diz que Maduro tentou encerrar investigação

Redação Folha Vitória

Cidade do México - A procuradora-geral destituída da Venezuela, Luisa Ortega, disse a outros procuradores latinos que o presidente Nicolás Maduro a retirou do cargo para parar uma investigação que ligava Maduro à Odebrecht.

A Assembleia Constitucional da Venezuela, recém-instalada no país, removeu Ortega do cargo, após ela se tornar uma crítica do governo Maduro. Nesta sexta-feira, Ortega usou a internet para falar sobre uma reunião com procuradores latinos no México. Ela disse que diversos procuradores fugiram da Venezuela, temendo por suas vidas.

Ortega foi impedida de deixar a Venezuela e uma ordem de prisão para seu marido foi emitida nesta semana pela Suprema Corte do país. A Odebrecht admitiu ter efetuado o pagamento de quase US$ 100 milhões em subornos a funcionários venezuelanos, em troca de contratos no país. Fonte: Associated Press.