• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

EUA dizem que não pretendem suspender exercícios militares com Coreia do Sul

  • COMPARTILHE
Geral

EUA dizem que não pretendem suspender exercícios militares com Coreia do Sul

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, afirmou que o país não planeja suspender mais exercícios militares com a Coreia do Sul ao mesmo tempo em que as negociações com a Coreia do Norte continuam. Ele disse, no entanto, que nenhuma decisão foi tomada sobre a realização de uma grande manobra no próximo ano.

O Pentágono cancelou um grande exercício militar com a Coreia do Sul em uma demonstração de boa-fé após a reunião do presidente americano, Donald Trump, co líder norte-coreano, Kim Jong-un, em Cingapura em junho. Isso incluiu um exercício conhecido como Freedom Guardian, no qual participam mais de 50 mil tropas americanas e dois exercícios menores conhecidos como programas de intercâmbio entre a Marinha americana e a sul-coreana.

Os EUA e a Coreia do Sul realizam vários exercícios militares todos os anos. Os principais exercícios incluem dezenas de milhares de tropas dos dois países, enquanto outros são menores e mais focados em ajudar os dois lados a entender como o outro opera militarmente. No entanto, com a estagnação das conversas americanas e norte-coreanas, Trump cancelou uma visita planejada do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, a Pyongyang, depois de concluir que a visita não seria frutífera.

"Nós tomamos a iniciativa de suspender vários dos maiores exercícios como uma medida de boa-fé da cúpula de Cingapura", disse Mattis em uma entrevista coletiva no Pentágono, a primeira desde abril, depois de uma operação americana de ataque aéreo na Síria. "Não temos planos neste momento de suspender mais exercícios", afirmou. Fonte: Dow Jones Newswires.