• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Maior população de jacaré-de-papo-amarelo do ES está na Serra

Geral

Maior população de jacaré-de-papo-amarelo do ES está na Serra

Atualmente, mais de 400 jacarés são monitorados pelo Projeto Caiman, todos em lagoas que ficam na área industrial da ArcelorMittal Tubarão, na Serra

Foto: Leonardo Merçon
Jacaré-do-papo-amarelo: animal ameaçado é considerado símbolo da biodiversidade capixaba. 

O município da Serra é onde se concentra a maior população de jacaré-de-papo-amarelo do Espírito Santo. Atualmente, mais de 400 jacarés são monitorados pelo Projeto Caiman, todos em lagoas que ficam na área industrial da ArcelorMittal Tubarão. 

A informação é do coordenador do projeto e pesquisador do Instituto Marcos Daniel, Yhuri Nóbrega. Segundo ele, o projeto de pesquisa e conservação do jacaré-de-papo-amarelo monitora áreas estratégicas em todo o Estado, principalmente nos municípios de Sooretama, Linhares e Cachoeiro de Itapemirim, além da Grande Vitória.

De acordo com o pesquisador, o maior objetivo é conscientizar a população para a preservação da espécie. “O foco é mapear todo o Espírito Santo e compreender o estado de conservação, para, em seguida, adotar medidas que evitem o processo de extinção do jacaré. A maior parte deles está em uma área de preservação dentro da Arcelor Mittal, ondem encontraram refúgio, pois as regiões de mata estão diminuindo. Com isso, eles se aproximam cada vez mais das áreas urbanas”, afirmou. ”, explicou.

O trabalho desenvolvido no Projeto Caiman, segundo Nóbrega, acontece em três frentes. “Pesquisa, educação e sensibilização ambiental, além de formar jovens pesquisadores com o intuito de incentivar a pesquisa e o desenvolvimento científico e tecnológico", afirmou. 

Em todo o país, existem seis espécies de jacarés. No Estado, há apenas uma: o jacaré-de-papo-amarelo. O animal pode chegar até 3,5 metros e chega a pesar, quando adulto, até 100 kg. O tempo necessário para a captura de um jacaré por especialista para pesquisas gira em torno de uma hora. 

Festival InterAção

Foto: Leonardo Merçon

O jacaré-do-papo-amarelo, principal símbolo da Mata Atlântica, é o tema principal da exposição que será realizada no próximo sábado (17), no Festival InterAção, na Prainha, em Vila Velha. 

A exposição é resultado do trabalho ambiental realizado pelo Projeto Caiman, sob o olhar o fotógrafo Leonardo Merçon, e está aberta ao público, com entrada gratuita. Além da mostra, também estão sendo promovidas ações interativas com a população. Também será apresentada uma exposição científica, com um esqueleto real, completo, do jacaré do papo-amarelo.

Leia também:
- Circo, teatro e música são destaques em festival na Prainha

Essa é a primeira vez que o festival tem como sede a cidade canela-verde e, para marcar a estreia, a ArcelorMittal Tubarão, em parceria com a Prefeitura de Vila Velha, está programando atividades que unem cultura e lazer. A proposta é levar o público para uma viagem ao mundo circense, com oficinas e apresentações típicas desse mundo. A estrutura montada também contará com apresentações de bandas e grupos de dança formados por escolas do município, além de oficinas circenses, shows, entre outras atrações. 

O projeto

Desenvolvido através do Instituto Marcos Daniel, as principais iniciativas do Projeto Caiman – Jacarés da Mata Atlântica são a pesquisa e conservação de Jacarés brasileiros. O coordenador explicou que as atividades incluem, além do desenvolvimento de pesquisas, a educação ambiental e a formação de jovens pesquisadores através do programa de iniciação científica.

“Trata-se de um projeto pioneiro, fundamental para a conservação da biodiversidade capixaba. O Projeto Caiman é uma iniciativa continua de pesquisa e conservação das populações de Jacaré-do-papo-amarelo (Caiman latirostris). Através do uso do jacaré como uma espécie bandeira, o projeto tem o objetivo de promover a conservação dos crocodilianos e da Mata Atlântica como um todo”, afirmou.

O Projeto Caiman atua em quatro vertentes principais, como pesquisa em conservação, desenvolvimento tecnológico e científico do Brasil, formação de jovens pesquisadores e educação e sensibilização ambiental. Ele também capacita estudantes de diversas instituições de ensino no Brasil e é referência em conservação de jacarés no Brasil.

“O foco do projeto é atuar na Mata Atlântica aqui no Estado. Esse ano começamos a expandir para outros locais e fazer inspeções pontuais. Fizemos o levantamento de saúde no Pantanal e isso vai gerar pesquisas para preservação e criação de políticas públicas. Ano que vem também vamos fazer uma inspeção na Amazônia para conhecimento dos jacarés no Brasil”, apontou.

O que fazer ao encontrar um jacaré-do-papo-amarelo?

Segundo o pesquisador, o projeto está disponível para atender essas ocorrências. Ele disse que se alguém se deparar com algum animal por perto é só acionar a equipe.

“Temos equipes especializadas para ir até o local ou até mesmo para tirar as dúvidas da população e dar orientações. O que queremos é preservar a espécie e evitar que eles acabem morrendo”, destacou.

Para entrar em contato com a equipe basta ligar para o número (27) 99573-4483. O telefone está disponível para emergências durante 24 horas.

Confira a programação completa do 4º Festival InterAção:

Data: 17 de agosto (sábado)

Horário: 16 horas

Entrada Franca

16h: Abertura oficial - ArcelorMittal Tubarão e Prefeitura Municipal de Vila Velha

16h30: Apresentações Culturais apoiadas pela PMVV:

- Apresentação da Banda Musical Graciano Neves, da UMEF GRACIANO NEVES

- Apresentação do Grupo de Dança da UMEF PROFESSOR RUBENS JOSE VERVLOET GOMES

- Apresentação Yan Ferrari, aluno da UMEF Zdmea Camargo, um dos vencedores do VI Festival de Música das escolas da PMVV- 2019

- Apresentação do Coral Ricardina, da UMEF RICARDINA STAMATO DA FONSECA

17h30: Apresentações Circenses

18h: Oficinas Circenses

18h50: Apresentação da Banda do 38 BI

20h: Apresentações Circenses

20h30: Show Cláudio Bocca

22h: Encerramento

Mais informações: tubarao.arcelormittal.com