Pandemia acelera uso da tecnologia nas áreas de saúde e educação em Cariacica

CIDADES: O NOVO NORMAL

Geral

Pandemia acelera uso da tecnologia nas áreas de saúde e educação em Cariacica

A educação à distância proporcionou uma nova realidade nos lares do município. Além disso, unidades de saúde foram reestruturadas e modernizadas

André Vinicius Carneiro

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Maria Luiza, de 8 anos, e a mãe, Christiane Ferreira, tiveram que se adaptar à nova realidade na educação

Maria Luiza tem 8 anos e já entende a importância de se adaptar a nova realidade. Desde março deste ano, com a suspensão das aulas presencias por causa da pandemia do novo coronavírus em todo o país, a rotina em casa mudou. Nas mãos, além dos livros, o celular passou a ser um parceiro diário. O uniforme escolar e a mochila seguem no guarda-roupa. Matriculada na rede municipal de ensino, em Cariacica, as aulas da Maria Luiza continuaram de modo virtual e todos da família precisaram se adaptar ao novo modelo. 

A educação à distância proporcionou uma nova realidade nos lares do Espírito Santo. A mãe da Maria Luiza, a assistente de Recursos Humanos Christiane Ferreira de Aguiar, tenta conciliar a rotina em home office com a ajuda aos estudos da filha.

"A principal dificuldade é com a rotina. Para os mais novos, como houve uma quebra do cotidiano escolar, há uma dificuldade de compreender que é hora de deixar de brincar para realizar as atividades. Na cabeça deles, estão de férias. Quando estão na escola, os alunos entendem o fato de que ter tarefa faz parte da rotina escolar. Agora que isso foi quebrado, nem sempre eles compreendem a necessidade das tarefas, mas fazem", conta a mãe.

Para que a filha de 8 anos entenda a importância das aulas em casa, a mãe aposta no diálogo. "É preciso conscientizar as crianças de que esse aprendizado precisa continuar e que, mesmo a distância, o ensino tem valor". Christiane ressalta ainda que o formato de aula virtual tem funcionado com a Maria Luiza.

"Ela é uma menina que, apesar da idade, é muito interessada em pesquisar, em querer fazer. Eu tento controlar a ansiedade pela questão dela estar sempre em casa. As dificuldades existem sim, mas com organização, com o incentivo, ela consegue manter uma rotina de estudos", explica a mãe. 

Em Cariacica, cerca de 47 mil alunos da rede municipal de ensino foram impactados com a suspensão das aulas presenciais. Devido a isso, a prefeitura iniciou o projeto #DeverEmCasa, uma ação para fortalecer o vínculo entre as unidades de ensino e a comunidade escolar por meio de atividade online durante o período de isolamento social. As atividades de suporte pedagógico contêm vídeos, leituras, jogos online, exercícios lúdicos, entre outros.

"O objetivo é estimular os alunos que continuem o processo de aprendizagem. Um dos pontos positivos de todo esse contexto é o ensino híbrido na Educação. A ideia é no pós-pandemia, a gente consiga aperfeiçoar  e manter esse modelo de ensino, com foco na aprendizagem. A tecnologia é essencial para que isso possa acontecer", afirma o secretário de Educação de Cariacica, José Roberto Martins Aguiar.

Outro projeto implementado pela administração municipal da área da educação foi o Google Sala de Aula (Google Classroom).  O projeto vai permitir que os alunos do Ensino Fundamental tenham acesso a algumas atividades em notebooks na escola e em seus dispositivos móveis com acesso à internet em suas casas. Já os pais dos estudantes da Educação Infantil poderão trabalhar com as crianças, em suas residências, algumas atividades que os professores trabalharem na escola.

"As nossas crianças hoje possuem as aulas remotas. Fizemos uma parceria com a Google para facilitar esse acesso. Além disso, também estamos trabalhando com material impresso, porque não chega internet em todo os pontos do município. Por isso, contamos com a parceria da escola, dos profissionais de Educação, dos pais. Então, o estudo remoto e a formação continuada vai continuar. Esse legado na educação certamente permanecerá", avalia o prefeito de Cariacica, Juninho. 

Saúde

Para atender à demanda de pacientes com casos suspeitos da covid-19, a prefeitura de Cariacica, reestruturou e modernizou as unidades de saúde do município. Todo o sistema foi informatizado, como prontuários eletrônicos e agendamento de consultas, além do investimento em capacitação de servidores.

Foto: Reprodução TV Vitória
 Pronto-Atendimento de Alto Lage

"A proposta de informatização das unidades iniciou em dezembro do ano passado e a pandemia acelerou esse processo. Isso tudo contribuiu para evitar o número de pessoas aglomeradas nas unidades. O próximo passo é evoluir para o agendamento de consulta médica realizada pelo morador dentro da sua própria casa, para que ele evite se deslocar até a unidade de saúde", afirma a secretária de Saúde de Cariacica, Bernadete Coelho Xavier.

A secretária explicou que não é é mais preciso que o morador de Cariacica chegue antes do horário de abertura das unidades de saúde. "Hoje não é mais necessário que as pessoas durmam na fila. A qualquer hora que o morador chegar, ele faz o seu atendimento. A unidade abre às 7 horas e a partir deste horário, ele faz o agendamento e pode ser atendido". 

Desde o início da pandemia, o Pronto Atendimento de Alto Lage tornou-se referência no atendimento a casos da covid-19 no município. Funcionando no regime de 24 horas, a unidade recebe pacientes com sintomas gripais ou não e conta também com atendimento infantil. Para garantir um atendimento com mais qualidade ao cidadão, o PA do Trevo teve a sua estrutura de atendimento ampliada.

Foto: Reprodução TV Vitória
Marcelo de Oliveira Machado, diretor clínico do PA de Alto Lage.

"O PA passou a contar com 26 leitos de isolamento para Covid-19 na enfermaria, além de 8 leitos de emergência com suporte para pacientes graves, com equipe treinada. Os pacientes que precisarem passar pelo PA, seja por 12 horas, 24 horas, serão atendidos, acolhidos em leitos de isolamento, com privacidade. Esse é um esforço que o município fez, para aumentar a qualidade no atendimento aos moradores do município e que certamente vai permanecer no pós-pandemia", afirma Marcelo de Oliveira Machado, diretor clínico do PA de Alto Lage.

Transparência e controle nos gastos 

A situação de pandemia e as medidas necessárias de diminuição da circulação das pessoas, com consequente queda no consumo, impactou fortemente a economia global. Este cenário se estende aos municípios, com queda da arrecadação. Por isso, ainda em março deste ano, o prefeito Juninho contingenciou 15% do orçamento municipal para novos aportes às políticas de saúde.

"O contingenciamento foi uma medida essencial para garantia da manutenção dos investimentos na saúde. Sabíamos que os impactos na economia afetariam negativamente a arrecadação dos governos e com as cidades não seria diferente. Por isso, separamos 15% do orçamento de cada uma das secretarias para colocar reservado para a saúde, nossa prioridade", afirmou o prefeito Juninho.

Uma avaliação realizada pela ONG Transparência Capixaba com 25 municípios do Espírito Santo deu a Cariacica o topo do ranking de cidade mais transparente no combate à covid-19. O levantamento aconteceu em municípios com mais de 30 mil habitantes e avaliou informações referentes à aquisições e contratos realizados durante a pandemia que estão disponibilizados de uma forma clara e objetiva ao cidadão.

"Isso nos faz ter a clareza e a segurança de que o recurso que utilizamos para o combate à pandemia foi feito de forma correta. Acompanhamos várias cidades com escândalos por suspeitas de fraudes em licitações. Esse cuidado a gente sempre tomou em Cariacica e com a pandemia não seria diferente", explica o prefeito.