União vai ceder Teatro Carmélia ao Estado e parte de galpões do IBC ao Ifes

Geral

União vai ceder Teatro Carmélia ao Estado e parte de galpões do IBC ao Ifes

Anúncio foi feito pelo secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União em reunião virtual com senadora Rose de Freitas

Foto: TV Vitória

O Governo Federal anunciou nesta quarta-feira (12) a cessão, entre 10 e 20 anos, do Centro Cultural Carmélia ao Governo do Estado. Informou ainda a alienação de parte do Galpão do IBC, em Jardim da Penha, em Vitória, para a instalação de um polo tecnológico do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).

O encontro com o secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), Fernando Bispo foi organizado pela senadora Rose de Freitas (Podemos). O secretário afirmou que a decisão do governo está consolidada e garantiu empenho para agilizar o processo, com reuniões administrativas já programadas para a próxima semana. Um cronograma de estudo técnico também foi definido. O reitor do Ifes, Jadir Pela, participou da reunião online.

O governador Renato Casagrande (PSB) se manifestou nas redes sociais sobre a definição. "O Centro Cultural Carmélia é um patrimônio de todos nós capixabas e assim continuará sendo no momento em que a União transferir o patrimônio para o Estado. Será remodelado e passará e sediar um centro multimídia que se articulará com a vocação cultural do espaço", disse.

O Teatro Carmélia foi centro de debate e protestos no Estado nas últimas semanas, uma vez que, por conta de seu abandono, se tornaria um armazém de café. As classes artística e política se movimentaram, no entanto, e, a partir da intervenção da senadora, em parceria com o deputado federal Josias Da Vitória e com governo estadual, a União confirmou a cessão do espaço. Segundo Fernando Bispo, é meta do Executivo "promover soluções" para recuperar patrimônios públicos abandonados ou em "uso muito precário".

"O imóvel federal sem uso se torna uma mazela no meio da cidade. É importante, então, que ele seja cedido para gerar emprego e promover desenvolvimento social", afirmou Bispo.

"Gostaria de informar, dessa forma, que vamos iniciar o estudo (técnico) dentro do Galpão do IBC para darmos finalidade ao imóvel, termos a alienação de parte do imóvel para instalação de mais uma unidade do polo tecnológico do Ifes. Quanto ao Teatro Carmélia, estamos preparando, o mais rápido possível, a cessão não onerosa para o Espírito Santo, devolvendo à população a possibilidade de um desenvolvimento cultural. Este trabalho que a senhora iniciou, senadora, vai se materializar. E esta reunião é a pedra fundamental", reforçou o secretário.

"Um teatro de portas fechadas é censura ao exercício da arte. Com a cessão do espaço, vocês (União) estão somando com o desenvolvimento do meu Estado e do País. Estou emocionada, estou agradecida", disse Rose de Freitas.