Novo equipamento deverá dobrar capacidade de testes diários de RT-PCR no ES

Geral

Novo equipamento deverá dobrar capacidade de testes diários de RT-PCR no ES

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a aquisição do equipamento vai permitir que a capacidade de realização dos testes salte dos atuais 4 mil para 8 mil por dia

 O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e o subsecretário da pasta, Luiz Carlos Reblin concederam, nesta terça-feira (03), uma coletiva de imprensa  para atualizar as informações sobre o enfrentamento à covid-19 no Espírito Santo. O secretário destacou a aquisição de um novo equipamento que vai ampliar a capacidade de testagem no estado.

Aquisição de equipamento para testagem em massa

Segundo Nésio Fernandes, o Espírito Santo vive um momento em que existe uma capacidade de testagem ociosa no Estado. Com a aquisição de um novo equipamento nos próximos dias, o Laboratório Central do Espírito Santo terá sua capacidade de testes RT-PCR dobrada a partir de outubro: de 4 mil testes para 8 mil testes diários. 

Atualmente, a capacidade mensal é de 125 mil testes, podendo chegar a 240 mil/ 250 mil testes/mês.

A testagem em massa deve persistir, inclusive, no momento de ampla cobertura vacinal. Mesmo vacinado, quando tiver qualquer sintoma ou dúvida de ter tido contato com alguém com  Covid-19, a população pode e deve procurar qualquer local de testagem disponível.

A testagem realizada atualmente tem mostrado que há vírus circulando. Segundo o subsecretario de Saúde, Luiz Carlos Reblin, ainda existe um contingente considerável de pessoas no Espírito Santo testando positivo. 

Diante disso, os cuidados devem permanecer mesmo com a presença da vacina, o uso de máscaras e o distanciamento social, por exemplo. "A testagem é uma regra tão importante quanto a vacina e o uso de máscaras", ressaltou.

Foto: Mufid Majnun / Unplash

Testagem nas escolas

O secretário de Saúde disse, ainda, que foram encontrados resultados satisfatórios na comunidade escolar. A testagem é realizada para retirar do ambiente escolar qualquer risco de transmissão. 

Segundo Nésio,  a decisão do governo do Estado, de retorno presencial nas escolas, se reforça na segurança de ampla capacidade de testagem. Sete municípios iniciaram a testagem nas escolas, nesta semana. 

Em Viana, os primeiros 120 testes realizados nas crianças, após à volta às aulas, não identificaram nenhum caso positivo. 

Meio milhão de vacinas até 15 de agosto

Ainda durante a coletiva, Nésio disse que a expectativa é de que o governo receba até o próximo dia 15 de agosto, 500 mil vacinas. Os municípios, inclusive, já teriam sido orientados a como proceder diante da ampla disponibilidade de imunizantes para aplicar na população.

Nas próximas semanas, a Sesa deverá fazer uma revisão para checagem da quantidade de D1 enviada aos municípios capixabas garantindo o equilíbrio na distribuição das doses. 

"Reconhecemos que, considerando a quantidade de doses enviadas a alguns municípios, Serra e Cariacica, por exemplo, foram prejudicadas no quantitativo de doses. Iremos corrigir com o envio de mais vacinas. Também há a expectativa de avançar na conclusão de diversos grupos prioritários anunciados ainda este mês", informou Nésio.

Mais de 60 mil pessoas ainda não completaram a imunização

O subsecretário de vigilância em saúde da Sesa, Luiz Carlos Reblin, e o secretário reforçaram a importância da população fazer o auto cadastro na plataforma 'Vacina e Confia', do governo. 

"Estamos organizando uma campanha para toda a população capixaba. De acordo com o avanço desse auto cadastro as informações serão mais precisas. Temos ainda um grupo importante de pessoas para tomar a D2. Mais de 60 mil pessoas precisam atualizar seu cartão de vacina. A primeira dose é importante, mas a segunda dose é que consolida a imunidade", ressaltou.

Segunda dose da Pfizer

Reblin disse, ainda durante a coletiva, que deverá acontecer uma aceleração na imunização. "Chegou, no dia seguinte a gente entrega. Os municípios terão que se preparar. Em relação a vacina da Pfizer, que houve um pouco de ruído na informação, não há redução no período entre as aplicações das duas doses. "Dentro da semana 12, orientamos que os municípios façam o agendamento para a aplicação da D2", concluiu.

Sobre o projeto "Viana vacinada", o secretário Nésio Fernandes, afirmou que a meta do governo é alcançar pelo menos 15 mil pessoas. 

"Ao longo dos próximos dias, o agendamento estará aberto para alcançar quem foi vacinado no mesmo período. Conquistando a segunda dose no próximo domingo (08), quando é comemorado o Dia dos Pais, poderemos ter a primeira cidade capixaba a ter cobertura plena com as duas doses da vacina disponibilizada pelo Plano Nacional de Imunização aplicadas, em especial, a AstraZeneca", finalizou.