Após resultados inconclusivos, tripulantes de navio farão novo teste de covid-19 nesta terça

Geral

Após resultados inconclusivos, tripulantes de navio farão novo teste de covid-19 nesta terça

O navio da Dinamarca veio do Porto de Santos e entrou em quarentena no dia 26 de julho, quando tripulantes testaram positivo para a covid-19

Foto: Gabriel Barros | Folha Vitória

Os exames realizados pelos 22 tripulantes do navio Robert Maersk no domingo (08) apresentaram resultados não conclusivos. Por este motivos, os ocupantes serão submetidos a uma nova testagem, com material coletado nesta terça-feira (10).

O navio está atracado no Porto de Vitória desde o dia 26 de julho, depois que 11 tripulantes testaram positivo para a covid-19. No entanto, de acordo com a Codesa, o navio concluiu a descarga de 20.900t de óleo diesel e foi autorizado a manobrar para o Cais Comercial de Vitória, onde se encontra.

O navio da Dinamarca veio do Porto de Santos, em São Paulo, e chegou ao Espírito Santo no dia 26 de julho, quando dois tripulantes começaram a apresentar os primeiros sintomas. Eles foram atendidos por um médico em Vitória e continuam hospitalizados.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após os dois primeiros resultados positivos, foi solicitada a testagem de todos à bordo, que resultou em outros 9 positivados, sendo um total de 11 casos dentre os 22 tripulantes.

Os 11 tripulantes ativos, que não testaram positivo para o novo coronavírus, realizaram a finalização da descarga. O combustível é desembarcado diretamente, em tubulações, para o tanque da empresa operadora.

Em maio, hotel foi isolado após indianos testarem positivo

Em maio deste ano, um hotel localizado na Praia de Camburi, em Vitória, foi fechado após três indianos apresentarem sintomas de covid-19. Eles foram testados e apenas um teve o diagnóstico confirmado.

O grupo de indianos, composto por um comandante e dois marinheiros, chegou ao Espírito Santo em um voo vindo de São Paulo. Eles levariam um navio atracado no litoral capixaba para a Índia.

Ao todo, 94 pessoas ficaram isoladas no hotel desde a confirmação de que o hóspede indiano estava infectado com o novo coronavírus. Todos elas foram submetidas a testes RT-PCR, que foram realizados na área da piscina.

De todas as pessoas que estavam isoladas no hotel, apenas um dos três indianos testou positivo para a covid-19.

Um exame feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em uma amostra desse indiano, apontou que ele foi infectado com a variante P1 do coronavírus, identificada primeiramente no Amazonas.