Dino (divulgador de notícias)

Geral

Inteligência Artificial se populariza nos últimos anos

Ferramentas de inteligência artificial (AI) viram alternativa para automatizar processos no mundo dos negócios

Foto: Divulgação/DINO

A popularização de ferramentas de AI está presente na rotina de algumas empresas e profissionais. A escolha da tecnologia visa aumentar o rendimento e produtividade de equipes que querem reduzir o tempo investido em algumas atividades. Dados da Bain & Company, apresentados pela Forbes, indicam que 85% das empresas consideram implementar o uso de AI nos próximos anos.

Um exemplo da crescente das Inteligências Artificiais é o investimento do Google nessas soluções, segundo uma publicação feita pelo atual CEO da empresa, Sundar Pichai, a Inteligência Artificial (AI) é a mais profunda tecnologia em que o Google está trabalhando hoje. Nesta publicação, o artigo 'Um próximo passo importante na nossa jornada de IA', publicado no blog do Google, há detalhes de como a empresa está desenvolvendo soluções com o Bard, seu novo serviço de AI, e como essas ferramentas são capazes de atuar no cotidiano de diversas pessoas.

Outro sistema similar, o ChatGPT, alcançou a marca de 100 milhões de usuários ativos, conforme matéria publicada pela Exame. Além deles, novas iniciativas apareceram no mercado, com diferentes funcionalidades. Uma outra ferramenta, utilizada pelo público corporativo, insere AI nas rotinas administrativas com um fluxograma online. A ideia é fortalecer a organização e o planejamento de empresas. Com recursos de AI acoplados, a ferramenta surge como uma opção para o trabalhador moderno potencializar algumas tarefas do dia a dia.

O CEO do Google também acredita que o uso da AI irá ajudar tanto na área da saúde quanto na rotina de empresas. "Seja ajudando os médicos a detectar doenças de forma mais precoce ou permitindo que as pessoas acessem informações no próprio idioma, a IA ajuda pessoas, empresas e comunidades a liberarem seu potencial", publicou Pichai.

Aumentando a eficiência com a AI

Outros especialistas também acreditam que a AI veio para aumentar a eficiência de equipes e sociedade em geral. Em reportagem publicada pela Revista Crescer, parte do mundo acadêmico também se mostrou interessado em utilizar a AI em suas rotinas. A matéria destaca professores que começaram a usar ferramentas similares para fazer os relatórios dos estudantes e otimizar o trabalho de avaliação pedagógica.

Andrey Khusid, fundador de um sistema que também utiliza AI, busca automatizar parte do processo de trabalho com a nova tecnologia. Segundo destaque disponível na página da empresa, o Miro AI tem como objetivo fazer com que, em apenas alguns cliques, funcionários possam ser ajudados pela AI na criação de mapas mentais e fluxos de trabalho. A empresa criou uma ferramenta que busca utilizar inteligência artificial para otimizar o tempo das equipes corporativas em suas tarefas diárias.

Com isso, um membro que não participou de uma reunião, por exemplo, pode acompanhar os apontamentos definidos em acordos, economizando tempo na hora de encontrar os passos seguintes de um determinado projeto.

A empresa foi fundada em 2011 e reúne mais de 1.200 funcionários em 11 escritórios ao redor do mundo. Equipes grandes, alocadas em diferentes lugares e trabalhando em fuso horário diferente, podem ser um desafio para os gestores que priorizam a eficiência do time.

Dessa forma, as equipes encontraram na ferramenta uma maneira de integrar os funcionários deixando todos cientes dos projetos da empresa. Segundo Andrey, "A IA pode dar às empresas uma vantagem competitiva ao permitir que elas façam coisas que seriam difíceis de outra forma. Por exemplo, até pouco tempo atrás, criar um programa do zero demandava a mão de obra certa, como contratar um programador ou um desenvolvedor profissional com amplo entendimento de construção de códigos. Agora já é possível encontrar ferramentas que auxiliam nisso."

Portugal: um exemplo de popularização da IA

O interesse das pessoas em conhecerem mais sobre AI também aumentou em Portugal. Em publicação feita pelo Diário de Notícias, a ferramenta Google Trends, que entre seus recursos está a análise de dados com índices de pesquisas feitas na plataforma, foi utilizada para entender o comportamento dos usuários portugueses.

Conforme a matéria, nos primeiros meses de 2023 e em comparação ao ano anterior, a consulta sobre 'o que define uma inteligência artificial' teve a marca de +5.000%. A busca pelo termo 'o que faz uma inteligência artificial' ficou em +102%, enquanto a pesquisa sobre 'o que é machine learning' +40% neste mesmo período. Os números mostram que as pesquisas relacionadas ao assunto dispararam em Portugal e podem ser um sinal que mostra o interesse e curiosidade das pessoas sobre o tema.

Pontos moeda