Onda de violência mata 10 ativistas e policiais na Líbia

Geral

Onda de violência mata 10 ativistas e policiais na Líbia

Redação Folha Vitória

Cairo, 20 - Assassinatos encomendados na Líbia deixaram dez mortos nos últimos dois dias, entre ativistas dos direitos humanos, jornalistas e membros das forças de segurança. Outras três vítimas de atentados conseguiram sobreviver, em ataques promovidos na cidade de Bengazhi, no leste do país.

A identidade dos assassinos ainda é desconhecida, mas milícias radicais islâmicas têm promovido frequentes ataques contra ativistas, juízes e policiais. A Líbia vive a pior onda de violência desde a queda do ditador Muamar Kadafi, em 2011. Fonte: Associated Press.