Ônibus que quebrou e provocou caos no trânsito na Terceira Ponte é multado em R$ 110

Geral

Ônibus que quebrou e provocou caos no trânsito na Terceira Ponte é multado em R$ 110

Foram cinco horas de trânsito parado e usuários de ônibus até tentaram se arriscar passando a Terceira Ponte a pé. O ônibus foi multado pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar

O ônibus quebrado interditou uma via da Terceira Ponte e o trânsito ficou caótico por cinco horas Foto: TV Vitória

O ônibus do sistema Transcol que quebrou na Terceira Ponte e parou o trânsito por cinco horas, foi multado pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) em R$ 110 por má conservação do veículo. O ônibus derramou óleo na pista e homens do Corpo de Bombeiros jogaram pó de serra na via para evitar que motoristas derrapassem.

Foram cinco horas de trânsito parado e usuários de ônibus até tentaram se arriscar passando a Terceira Ponte a pé. Dois guinchos estiveram no local para a retirada do veículo, mas não foi possível, já que o coletivo estava com as rodas travadas. A Guarda Municipal de Vila Velha, o Corpo de Bombeiros e uma equipe da Rodosol tiveram que aguardar a chegada de mecânicos.

A concessionária que administra a ponte, a Rodosol, informou que o ônibus quebrou por volta das seis horas. O guincho da empresa foi acionado, mas não pôde retirar o veículo porque uma peça do ônibus estava quebrada. O mecânico da empresa de ônibus foi acionado, mas só conseguiu chegar ao local por volta das 8 horas.

Com o trânsito parado, não passava ônibus e o pontos ficaram assim: parados Foto: Reprodução/TV Vitória

O guincho conseguiu retirar o veículo às 8h30, no entanto, a pista da direta precisou ficar um tempo a mais interditada para a retirada da serragem que foi espalhada sobre o óleo que vazou do ônibus.

A Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) disse em nota que, o veículo foi vistoriado pela última em vez no dia 15 de agosto e não apresentou nenhuma irregularidade. Dentro do terminal, há equipes de fiscais, tanto da Ceturb-GV, quanto dos consórcios operadores do sistema, que não permitem a saída de veículos que apresentem qualquer irregularidade.

Além disso, a nota afirma que os motoristas são orientados a avisar sobre possíveis anomalias, pois os consórcios são notificados e multados caso permitam que carros com defeito saiam do terminal. O consórcio operador da linha será notificado pela pane e pela supressão de viagens decorrentes do incidente.