Presidente da Colômbia vai a Cuba se reunir com negociadores de processo de paz

Geral

Presidente da Colômbia vai a Cuba se reunir com negociadores de processo de paz

Redação Folha Vitória

Bogotá - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou nesta quarta-feira que se reunirá em Cuba com os negociadores de seu governo e da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), enquanto os dois lados tentam chegar a um acordo de paz.

"Farei escala em Havana para uma reunião chave com os negociadores, com o fim de acelerar o fim do conflito. A paz está próxima", afirmou Santos em sua conta no Twitter. Será a primeira vez que Santos se reúne oficialmente com os delegados da guerrilha.

Entre os temas em que não há consenso estão a justiça transitória, já que os membros das Farc não querem ficar presos nenhum dia, e a questão das vítimas do conflito. No domingo, o papa Francisco pediu que se chegue à paz, dentro da legalidade e respeitando o direito nacional e internacional.

Santos havia comentado, na terça-feira, que nem todos ficariam contentes com os anúncios que ele pretendia fazer, mas "estou seguro que no longo prazo será muito melhor". Na oposição, encabeçada pelo ex-presidente Álvaro Uribe (2002-2010), houve críticas. Para Uribe, "Santos não é a paz que está próxima, é a entrega às Farc e à tirania da Venezuela". Segundo ele, um acordo que não inclua a prisão dos líderes da guerrilha gerará mais violência na Colômbia.

As negociações ocorrem desde o fim de 2012 em Cuba. As Farc nasceram em 1964 e tem 6.500 guerrilheiros, segundo estimativas do governo. Fonte: Associated Press.