• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mioma afeta 50% das mulheres e muitas desconhecem a doença

Geral

Mioma afeta 50% das mulheres e muitas desconhecem a doença

O estrogênio é o principal causador dessa doença. Por isso, a maior incidência de miomas ocorre em mulheres jovens com produção hormonal normal

Os Miomas são tumores benignos do útero caracterizados por nódulos nas fibras musculares uterinas. São localizados no trato genital e geralmente apresentam uma coloração esbranquiçada e consistência firme. Em sua maioria, os miomas são múltiplos.

A doença afeta cerca de 50% das mulheres, em sua maioria de pele negra. Outro fator importante que eleva a propensão do desenvolvimento do mioma é a obesidade.

O estrogênio é o principal causador dessa doença. Por isso, a maior incidência de miomas ocorre em mulheres jovens com produção hormonal normal e os tumores tendem a regredir com a chegada da menopausa.

Segundo a ginecologista Fabiana Patrão, a maioria das mulheres não apresentam os sintomas da doença, mas dependendo do tamanho, da quantidade e da localização do mioma podem surgir sintomas. “Sangramento uterino aumentado, irregularidades no ciclo menstrual, sensação de pressão na bexiga, dor no abdome, aumento do volume abdominal, dor lombar, dificuldade para engravidar e dor pélvica crônica são sintomas frequentemente relatados por pacientes portadoras de miomatose.” afirma a especialista.

A ginecologista Emanuele De Angeli afirma que cerca de 80% das mulheres descobrem que possuem miomas em exames regulares femininos, como ultrassom e exame ginecológico. “O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico e é realizado de acordo com o histórico de vida da paciente e da quantidade e tamanho dos nódulos. O correto é procurar um especialista, para que ele possa analisar o caso e adotar o melhor tratamento para cada caso”, explica.