Número de burundeses mortos pelo exército do Congo sobe para 36, afirma ONU

Geral

Número de burundeses mortos pelo exército do Congo sobe para 36, afirma ONU

Redação Folha Vitória

Bujumbura, Burundi - O número de refugiados do Burundi que foram mortos pelas forças militares do Congo subiu para 36, informou o enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) ao Congo, Maman Sidikou, neste sábado.

Sidikou disse que ficou profundamente chocado com o tamanho da violência. Outras 117 pessoas ficaram feridas e um militar do Congo morreu.

Os confrontos, que ocorreram na sexta-feira, iniciaram em Kamanyola, na província do Sul do Kivu, depois que os refugiados burundeses e requerentes de asilo protestaram contra a expulsão de quatro de seus conterrâneos do Congo, disse Sidikou, citando "relatórios credíveis" recebidos pela missão de manutenção da paz. A morte do oficial do exército congolês levou à "escalada da violência". Fonte: Associated Press