• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cães atacam outra estudante na Ufes em Vitória; já é o sexto ataque em duas semanas

  • COMPARTILHE
Geral

Cães atacam outra estudante na Ufes em Vitória; já é o sexto ataque em duas semanas

Segundo a estudante, ela foi atacada na perna e está com dificuldades para andar

Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória
Vítima foi ferida na perna | Foto: Arquivo

Mais uma pessoa foi vítima de ataque de cães na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), campus Goiabeiras, em Vitória. A estudante Joyce Rangel, de 21 anos, foi mordida na perna quando chegava na universidade, por volta das 16h30 desta segunda-feira (3). Ela teve um ferimento na perna e está com dificuldades para andar.

A jovem explica que três a atacaram. "Eles eram todos grandes e amarelos. Um deles tentou morder meu braço, mas eu levantei os dois braços e mantive a calma, porque, se eu reajo, pelo instinto eles poderiam fazer coisa pior. Foi então que um deles mordeu minha perna e ficou balançando a cabeça", revela.

Joyce avalia que o sangue frio que teve em não correr ou esboçar reação foi fundamental para que algo de mais grave não acontecesse. "Como eu mantive a calma, o cachorro viu que eu não reagiria. Só assim ele soltou a minha perna. Depois disso, ele ainda correu atrás de outras pessoas, mas não sei se ele a atacou", diz a estudante.

A jovem está no 3º período de biblioteconomia. Foi uma das professoras da jovem quem a socorreu. "Ela me levou até o Departamento de Atenção à Saúde (DAS). Lá me deram atendimento, limparam o ferimento e aplicaram gaze, mas continuou sangrando. Avisamos a ouvidoria e a pró-reitoria", comenta.

Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), campus Goiabeiras, em Vitória | Foto: Breno Ribeiro

O pai de Joyce a levou até um hospital. Segundo ela, por conta própria, eles foram até um hospital, onde a estudante tomou a primeira, de quatro doses da vacina antirrábica. "Estou tomando medicamentos. Para caminhar está péssimo. Estou mancando e não tenho força para andar", afirma a jovem.

Cão vagando pela Ufes

Outro lado

Por meio de nota, a Ufes informou que, com a ocorrência desta segunda-feira, seis casos de mordidas de cães foram registrados nas últimas duas semanas. A instituição explica que, ao dar entrada no DAS, a vítima recebe os primeiros atendimentos e é encaminhada a uma unidade de saúde para vacinação.

"Segundo dados da Prefeitura Universitária, atualmente há dois cachorros no campus. São os mesmos indivíduos, que não foram capturados nas intervenções anteriores. A Prefeitura Universitária informa ainda que está agendando para a próxima semana uma nova ação de captura, com o apoio da Polícia Militar Ambiental e do Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) da Prefeitura de Vitória", disse a Ufes na nota.

A Ufes afirma que a ação mais recente foi realizada no dia 30 de agosto, quando um cão foi capturado, restando dois no campus. "Ainda não há um levantamento de quantos casos de mordidas ocorreram ao longo do ano. Também não é possível afirmar como esses cães chegaram à Ufes", finaliza a instituição.

Vídeo com mais informações: