'Só deu tempo de fugir', diz morador que perdeu casa em incêndio na Vila Rubim

Geral

'Só deu tempo de fugir', diz morador que perdeu casa em incêndio na Vila Rubim

Segundo a Prefeitura de Vitória, o município notificou o local 56 vezes nos últimos anos e chegou a mover uma ação na Justiça

Foto: Reprodução TV Vitória

O incêndio que destruiu uma loja de couros na Vila Rubim, em Vitória, ainda causa transtornos para moradores da região. Na segunda-feira (23), o Corpo de Bombeiros ainda realizava a operação de rescaldo no local, para extinguir pequenos focos de fogo e resfriamento do material.

Entre as 70 pessoas desalojadas por causa do incêndio, há aqueles que tiveram suas casas completamente destruída pelo fogo. Como é o caso da dona de casa Marlene e do portuário José Carlos, vizinhos do galpão incendiado, que perderam todos seus pertences, incluindo móveis, eletrodomésticos, roupas e documentos.

“Só deu tempo de fugir. Eu saí só de bermuda, sem camisa, sem sandália. Sem documento nem nada. Só com meu celular na mão”, relatou José Carlos que teve sua casa interditada pela Defesa Civil.

O galpão era uma construção clandestina. Segundo a Prefeitura de Vitória, o município notificou o local 56 vezes nos últimos anos e chegou a mover uma ação na Justiça, pedindo a demolição do imóvel. Segundo o subsecretário de controles urbanos da Prefeitura de Vitória, a loja de couros estava regular para funcionamento, porém o galpão era uma construção clandestina e não estava registrada no nome do dono da loja de couros.

Corpo de Bombeiros

O corpo de Bombeiros informou que os trabalhos de rescaldo forma finalizados no fim da tarde de segunda-feira. Foi realizado o resfriamento do material e combatido o restante dos focos de incêndio. A área está isolada e aguarda a realização da perícia de incêndio, que ocorre na manhã desta terça-feira (24), antes de prosseguir com a retirada dos escombros.