• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Técnica de enfermagem atingida por bala perdida na Ilha das Caieiras continua internada

Geral

Técnica de enfermagem atingida por bala perdida na Ilha das Caieiras continua internada

No momento do crime, a mulher estava ao lado da filha que não ficou ferida

Foto: Reprodução

Continua internada em um hospital particular de Vitória, a técnica de enfermagem de 32 anos, vítima de bala perdida, durante um tiroteio ocorrido na madrugada do último domingo (22) na Ilha das Caieiras. No momento do crime, a mulher estava ao lado da filha que não ficou ferida. 

A vítima foi atingida por dois tiros na região da virilha. Ela foi socorrida por uma ambulância do Samu e permanece hospitalizada em um hospital particular de Vitória. Além dela, dois jovens foram alvejados, ambos morreram ainda no local. 

Sem previsão de alta, a mulher está consciente e segue o tratamento acompanhada de um familiar, segundo informações de um funcionário do hospital.

Relato da vítima

Um dia após ser atingida por dois tiros na região da virilha, a mulher conversou com amigos e contou que no momento do tiroteio, caminhava com a filha pela rua quando ouviu os disparos. Diante da situação, ela tentou proteger a criança e foi neste momento que acabou ferida. 

Crime

Três pessoas foram baleadas na madrugada do último domingo (22) no bairro Ilha das Caieiras, em Vitória. Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas estavam numa festa, quando foram surpreendidas pelos criminosos.

O fato aconteceu por volta de 01h30 da madrugada. As vítimas foram socorridas por populares e levadas ao Pronto Atendimento de São Pedro, onde duas tiveram o óbito confirmado.

A única sobrevivente, uma técnica de enfermagem de 32 anos, foi atingida por dois disparos de arma de fogo. Um deles perfurou a região da virilha e o outro atingiu o glúteo.

Willian Silva da Costa, de 26 anos, morreu com duas perfurações na região do tórax. Já o outro rapaz, identificado como Rafael Gonçalves Pereira de 22, foi morto com quatro tiros, sendo dois deles na cabeça. Nenhum suspeito foi detido no momento do fato. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil.

Nota da Polícia Civil

Em nota, a Polícia Civil informou que os corpos das vítimas, do sexo masculino, foram encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem identificados e para ser feito o exame cadavérico, que irá apontar a causa da morte.

A PC informou ainda que o caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória e, até o momento, a autoria e motivação são desconhecidas. Informações adicionais, ainda, não serão passadas para não atrapalhar a apuração do fato.