Sinepe diz que escolas estão prontas para voltar e que primeiro momento será de acolhimento

Geral

Sinepe diz que escolas estão prontas para voltar e que primeiro momento será de acolhimento

Na próxima semana, instituições da rede privada deverão fazer enquetes com pais e responsáveis de estudantes para saber, de fato, quem volta e quem não volta para as atividades presenciais

Foto: Divulgação

Com a liberação do governo para que as escolas voltem com as aulas presenciais a partir de outubro no Espírito Santo, nas cidades classificadas como risco baixo, o Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe-ES) afirma que a maioria das instituições está pronta para receber os alunos, professores e colaboradores para a retomada das atividades.

Segundo Eduardo Costa Gomes, vice-presidente do Sinepe-ES, a rede privada está devidamente estruturada para a retomada do ensino presencial  e que a próxima semana será de grande movimentação entre as instituições para definição dos últimos ajustes.

"Nós não temos ainda um número, mas a grande maioria está pronta ou em fase final de preparação para voltar. Essa semana com certeza será de muita movimentação nas escolas. Cada instituição está se organizando há muito tempo e esperando esse sinal para a retomada", garantiu Eduardo.

Sobre os protocolos adotados pelas escolas para evitar a transmissão do coronavírus entre alunos, professores e demais colaboradores, o vice-presidente do Sinepe informou que na próxima semana, as escolas deverão fazer enquetes com pais e responsáveis de estudantes para saber, de fato, quem volta e quem não volta para as atividades presenciais.

>> Leia também: Aulas presenciais da Educação Infantil no ES estão autorizadas a voltar a partir do próximo dia 5

Com essas informações, cada instituição vai definir de forma mais detalhada como serão feitos os rodízios de turmas, escalonamentos de horários de saída, número de alunos por turmas e outros aspectos importantes de distanciamento.

"Para cada escola vai ser um cenário diferente, pois não há condições de atender todo mundo junto da forma como era antes. Tudo vai depender da adesão das turmas. Mas temos uma expectativa muito boa, pois há uma demanda grande das famílias em retornar", disse Eduardo.

Ainda de acordo com Eduardo, as escolas também têm a missão de garantir a continuidade do serviço remoto para os alunos do grupo de risco ou para aquelas famílias que optarem por não enviarem os filhos às instituições.

Por fim, o vice-presidente do Sinepe-ES disse ainda que o primeiro momento será muito importante para receber as famílias, os estudantes e os funcionários das escolas. "Não podemos gerar expectativa que esse retorno já vai ser com aulas. O primeiro momento será de acolhimento e de atendimento a esses alunos e professores que ficaram tanto tempo longe do ambiente escolar. Depois vamos avaliar o aprendizado durante as aulas remotas e aí sim, entrar com o conteúdo pedagógico", finalizou.

Confira o calendário para a retomada das aulas no ES: