Tristeza e revolta: funcionários e amigos lamentam morte de comerciante na Serra

Geral

Tristeza e revolta: funcionários e amigos lamentam morte de comerciante na Serra

Zeca Dalmerry, como era conhecido, foi morto a tiros durante um assalto na porta de uma agência bancária, no bairro Jardim Limoeiro, na Serra na última segunda-feira

Foto: Divulgação

Um homem de coração enorme e que estava sempre disposto a ajudar. Assim que funcionários e amigos descreveram José Geraldo Rizzo, mais conhecido como seu 'Zeca Dalmerry', comerciante de 61 anos, morto na segunda-feira (14), durante um assalto no bairro Jardim Limoeiro, na Serra.

De acordo com os colegas, o empresário chegava bem cedo em seu supermercado e era um negociante exemplar. 

"Um cara amigo, companheiro. Todas as terças-feiras ele estava aqui atendendo a gente na loja dele. Um cara tradicional na área comercial de supermercados", lembrou Kerlyton Azevedo, representante comercial.

Segundo Milton Simplicio, funcionário do supermercado de Zeca, com 23 anos trabalhando juntos, eles acabaram ficando amigos. "Uma pessoa que sempre me ajudou, me dava muitos conselhos. É muita falta que eu já estou sentindo, acredito que todos os funcionários também estão", lamentou.

O comerciante foi morto a tiros durante um assalto no bairro Jardim Limoeiro, na Serra, na manhã desta segunda-feira (14). O crime aconteceu no momento em que a vítima chegava para realizar um depósito de aproximadamente R$ 50 mil em uma agência bancária.

Segundo testemunhas, dois criminosos estavam aguardando o comerciante em um carro e, assim que ele saltou do veículo, os bandidos desceram atirando.

Quem presenciou a confusão contou que mais de dez disparos foram ouvidos. O comerciante, que tem porte de arma, teve o objeto levado pelos criminosos, assim como o malote com o dinheiro.

A vítima chegou a ser socorrida por populares e levado para um hospital da região, mas acabou não resistindo aos ferimentos. 

Logo após o crime, eles fugiram em direção a Jacaraípe. Mas, durante a fuga, foram perseguidos por uma viatura da Polícia Militar, e um deles, que é menor de idade, acabou detido. O outro suspeito ainda está foragido.

Carro usado no crime foi roubado há poucos dias

O carro utilizado pelos bandidos no crime era roubado. Segundo o dono do veículo, ele foi assaltado na última quinta-feira (10) e reconheceu o carro após vê-lo na televisão. Apesar de conseguir recuperar o veículo, ele lamentou o crime que acabou vitimando o comerciante. "Fica essa tristeza né? Em saber que infelizmente o nosso país vive essa situação, essa impunidade", disse.

Leia também: Adolescente suspeito de participar da morte de comerciante na Serra tem extensa ficha criminal


* Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória, Record TV