Região Metropolitana do ES tem aumento de 30% no número de mortes por covid-19

Geral

Região Metropolitana do ES tem aumento de 30% no número de mortes por covid-19

Secretário de Saúde Nésio Fernandes disse que crescimento de casos e internações ocorreram a partir da segunda quinzena de agosto. Situação também ocorre no Sul do Estado

A Região Metropolitana do Estado teve um aumento de 30% no número de mortes por covid-19.  A informação foi divulgada pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, nesta segunda-feira (20).

"Os óbitos tiveram um crescimento de 30% considerando os períodos das últimas quinzenas com a anterior. Tivemos 49 óbitos na última quinzena e esse número ainda pode ser alterado com notificações retroativas. A região metropolitana apresentou um aumento importante de óbitos em relação à quinzena anterior", afirmou Nésio.

Na Região Sul do Estado, o que chama a atenção, segundo o secretário é o aumento sustentado das internações. "A ocupação está em torno de 86% das UTIs da região".

O secretário disse ainda que a pandemia apresenta um comportamento diferente atualmente, já que existe a presença de duas variantes: a Gama e a Delta. Também foi registrada uma oscilação no número de casos observados pela covid, o que representa tendência de crescimento, que foi interrompida pelo feriadão. "Durante o feriado a testagem reduz, reduz a procura, a disponibilidade de testes..." 

Foto: Diego Simão/TV Vitória

A Sesa manteve o alerta epidemiológico que anunciou há semanas devido a um comportamento da estabilização e não mais de queda na internação de pacientes nas UTIs públicas desde a segunda quinzena de agosto.

Segundo o secretário Nésio Fernandes, as internação têm oscilado entre 190 e 230 pacientes/dia internados nas UTIs.

AUMENTO DE INTERNAÇÕES NA REDE PRIVADA 

Nas UTIs da rede privada a tendência de aumento das internações também foi observada, segundo o subsecretário de vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. 

"Nos temos no nosso painel uma aba que recebe informações de 37 hospitais da rede privada. A gente observa que, nesse período, o comportamento do aumento acompanha esse que tivemos aqui, disse."

A expectativa da secretaria é de que esse alerta mobilize a população uma vez que ainda existe uma pandemia que segue em pleno desenvolvimento no mundo.

"Em média, tínhamos cerca de 30 internações nas uti's nos hospitais privados, chegando a 60. Oscila um pouco no cotidiano, mas tem também no setor privado".

Variante Delta está presente em 70% das amostras enviadas para a Fiocruz

A variante Delta também tem aumentado a participação no número de casos positivados, segundo o secretário. "Existe um aumento da participação da Delta na transmissão comunitária do Espírito Santo".

"As últimas 133 amostras que recebemos da Fiocruz, que foram enviadas para sequenciamento genético, tiveram uma presença da variante delta em 70% das amostras, que são de julho e agosto, representando um marcador importante."

Segundo Nésio, a conclusão é de que existe sim um aumento da participação da variante Delta na transmissão comunitária no ES.

Para o subsecretário, em relação a amostra, 550 estão na Fiocruz e aguardam a definição da variante que estão entre os materiais enviados. 

"Com o secretário destacou, os 70% são das amostras sequenciadas. Isso não representa, pelo menos estatisticamente, neste momento, a predominância de determinada variante no conjunto no Espírito Santo. Mas indica um crescimento importante no estado", pontuou.