Vazamento de esgoto na Praia do Canto deixa parte do mar imprópria para banho em Vitória

Geral

Vazamento de esgoto na Praia do Canto deixa parte do mar imprópria para banho em Vitória

Problema foi constatado por uma equipe da prefeitura, na manhã deste sábado, na Praça dos namorados. Trecho afetado do mar fica ao lado do Iate Clube

Rodrigo Araújo

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação/Semmam

Um vazamento de esgoto registrado na manhã deste sábado (11), na região da Praça dos Namorados, na Praia do Canto, em Vitória, atingiu a praia localizada ao lado do Iate Clube. 

Por causa disso, a Prefeitura de Vitória recomenda que a população evite banho de mar nos pontos 10 e 11 da praia, até que as medidas de correção do problema sejam devidamente efetivadas.

Segundo a prefeitura, o problema foi constatado pela equipe de plantão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam). Ainda de acordo com a administração municipal, a rede que apresentou problema é de responsabilidade da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan).

O secretário municipal de Meio Ambiente, Tarcísio Foeger, disse que, assim que a equipe técnica constatou que o esgoto atingiu a água do mar, fez a mudança imediata na sinalização da balneabilidade no local, que era considerado próprio para banho e passou para impróprio.

O secretário explica que o trecho da praia mais atingido pelos dejetos foi o ponto 10, localizado bem ao lado do Iate Clube. No entanto, por precaução, a prefeitura optou por recomendar que o ponto 11 também seja evitado.

"Importante ressaltar que a prefeitura não interditou o trecho, apenas fez uma recomendação para que ele seja evitado pelos banhistas. O contato com o esgoto pode ocasionar em danos à saúde, portanto achamos por bem fazer essa recomendação. Temos outros pontos próximos que estão próprios para banho e que a população poderá usufruir neste fim de semana", frisou. 

Ainda segundo Foeger, uma amostra da água afetada pelo esgoto será colhida para análise, por uma equipe da prefeitura, na próxima segunda-feira (13), como é feito semanalmente para que seja produzido o relatório de balneabilidade da orla do município.

Ele explica que o resultado dessa análise já é conhecido na terça-feira, mas apenas na quinta a prefeitura divulga o estudo de balneabilidade. De acordo com o secretário, ainda não é possível prever quanto o trecho da praia voltará a estar apto para receber os banhistas.

"Isso depende de uma série de fatores, como as ações para conter o esgoto, que já foram executadas. Também depende das condições da maré, se ela vai encher e levar esses dejetos embora. Só teremos uma noção sobre a contaminação da água a partir da análise de balneabilidade. Por enquanto, aquele trecho está classificado como impróprio", destacou.

A nota da Prefeitura de Vitória também informa que a Semmam já acionou a Cesan, para correção imediata do problema, e avalia a adoção de outras medidas cabíveis, conforme legislação ambiental vigente.

Segundo Tarcísio Foeger, a companhia será notificada para evitar que o problema volte a acontecer e poderá até ser multada por dano ambiental.

"As equipes farão um relatório técnico, nos próximos dias, para medir o dano ambiental provocado por esse vazamento. Ainda precisamos analisar esse relatório para definirmos as medidas a serem adotadas".

O que diz a Cesan

Por meio de nota, a Cesan informou que o vazamento foi corrigido por uma equipe da companhia neste sábado (11). 

Segundo a Cesan, foram furtados os cabos dos eletrodos que fazem a medição do nível do poço de visita (acesso da Cesan para realizar manutenção). 

"Sem essa medição do nível a bomba não é capaz de, automaticamente, ligar e drenar o esgoto do poço", informou a companhia.

A Cesan disse ainda que está à disposição e pode ser acionada a qualquer hora do dia ou da noite pelo telefone 115. A chamada é gratuita.