VÍDEO | Ventania derruba placas, destelha casa e deixa moradores sem energia na Grande Vitória

Geral

VÍDEO | Ventania derruba placas, destelha casa e deixa moradores sem energia na Grande Vitória

Na Praia do Canto, em Vitória, a ventania derrubou uma placa, que caiu em frente ao Shopping Centro da Praia, atingindo um veículo de passeio

Foto: Reprodução/ WhatsApp

O vento forte previsto por alertas emitidos pela Marinha e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para o Espírito Santo começou a atingir a Grande Vitória na noite desta terça-feira (21). Há registros de quedas de placas, destelhamento de uma casa e falta de energia em alguns bairros.

Na Praia do Canto, em Vitória, a ventania derrubou uma placa, que caiu em frente ao Shopping Centro da Praia, atingindo um veículo de passeio. 

Funcionários de uma empresa terceirizada da Prefeitura de Vitória, que atenderam a ocorrência, disseram que ainda não se sabe de onde o objeto se soltou. O carro atingido não sofreu muitos danos e a placa já foi retirada do local.

Ainda na capital, na Avenida Dante Michelini, uma placa de publicidade também caiu, próximo à Ponte de Camburi.

Além disso, o funcionário informou que a empresa foi acionada para atender uma ocorrência de destelhamento em uma casa no bairro Redenção, também em Vitória.

Falta de energia e semáforos sem funcionar

Os ventos fortes também causaram falta de energia elétrica em algumas regiões. Um dos bairros afetados foi Jardim da Penha, também na capital, onde muitas ruas da região ficaram às escuras durante a noite desta terça. 

Também houve registro de falta de energia em alguns bairros da Serra, como em Vila Nova.

Há relatos ainda de que semáforos deixaram de funcionar em algumas vias de Vitória, como a Avenida Fernando Ferrari e a Reta da Penha.

Veja alguns vídeos do vento na Grande Vitória:


Vento causa estragos em Cachoeiro

Durante a tarde, o vento causou estragos em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Por causa da ventania, foram registradas quedas de árvores, destelhamentos de casas e falta de energia em alguns pontos do município.

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Segundo a prefeitura, três ocorrências de destaques foram registradas em virtude do vento forte. No bairro Alto União, o telhado de uma casa antiga desabou e parte dele chegou a ficar sobre a via.

De acordo com a prefeitura, não houve vítimas. Uma equipe da Defesa Civil municipal esteve no local, nesta terça, e voltará na manhã desta quarta-feira (22), para avaliar a estrutura do imóvel.

No bairro IBC, próximo ao Cemitério Parque, uma palmeira imperial não resistiu à força do vento e caiu, no final da tarde, atingindo a rede elétrica. Segundo a prefeitura, uma equipe da EDP, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica no estado, foi até o local e retirou a palmeira da rede elétrica.

Outra ocorrência registrada no município foi a queda de uma árvore, no bairro Baiminas. De acordo com a prefeitura, ela atingiu um poste e ficou caída sobre a via. A árvore também já foi retirada.

Inmet e Marinha emitiram alertas de ventos fortes

Nesta terça-feira (21), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um aviso de perigo potencial para vendaval em pelo menos 19 municípios do Espírito Santo, principalmente na Região Sul. O alerta é válido até as 10 horas desta quarta-feira (22).

Nesse período, segundo o instituto, podem ocorrer ventos com intensidade entre 40 km/h e 60 km/h. O instituto também alertou sobre um baixo risco de queda de galhos de árvores, em razão do fenômeno.

Ainda de acordo com o alerta do Inmet, os municípios que seriam atingidos por esses ventos fortes são: Alegre, Anchieta, Apiacá, Atílio Vivacqua, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Guaçuí, Guarapari, Iconha, Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Marataízes, Mimoso do Sul, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, São José do Calçado e Vargem Alta.

Já a Marinha do Brasil emitiu um alerta de ventos que poderiam chegar a 75 km/h no Espírito Santo, nesta semana. No litoral, esses ventos poderiam provocar ondas de até 5 metros de altura.

De acordo com o aviso do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), os fenômenos estão previstos para acontecer entre os estados do Rio de Janeiro, ao norte de Arraial do Cabo, e da Bahia, ao sul de Caravelas, até a manhã de quinta-feira (23).

Segundo a Marinha, os fortes ventos são causados pela aproximação de um sistema frontal, que pode provocar ventos de direção nordeste a noroeste, com intensidade de até 60 km/h e, posteriormente, de direção sudoeste a sul, com intensidade de até 75 km/h.