• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva no ES: Sobe para 605 o número de pessoas que deixaram as casas

Geral

Chuva no ES: Sobe para 605 o número de pessoas que deixaram as casas

De acordo com as Coordenadorias Regionais e Municipais de Proteção e Defesa Civil, 433 pessoas estão em abrigos e 172 foram para casas de parentes e amigos

As chuvas causaram vários estragos no Estado Foto: Leitor | WhatsApp Folha Vitória

Após as fortes chuvas que atingiram o norte do Estado e a Grande Vitória na última quinta-feira (30), 605 pessoas precisaram deixas suas casas. De acordo com as Coordenadorias Regionais e Municipais de Proteção e Defesa Civil, 433 pessoas estão em abrigos e 172 foram para casas de parentes e amigos.

Veja as fotos dos estragos causados pela chuva. Clique aqui!

Os maiores transtornos, ainda segundo as informações divulgadas pela Coordenadorias Regionais e Municipais de Proteção e Defesa Civil, foram registrados nos municípios de Vitória, Serra, Aracruz, Fundão, São Mateus, Linhares e São Domingos do Norte.
 
O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) informou que a cidade de Vitória teve o maior volume de chuva registrado este ano, na última quinta-feira, de 181,4 milímetros. Já os maiores índices acumulados em 24 horas foram registrados em Novo Horizonte, na Serra, com 385, 24 milímetros, e 304,76 milímetros em Guaraná, em Aracruz.

Prejuízos

A chuva castigou Jardim Camburi, em Vitória. Na manhã desta sexta-feira (31), os moradores ainda contabilizavam os prejuízos causados. Mesmo horas após a chuva, uma garagem de um condomínio continuava inundada.

Na ES-010, em Manguinhos, na Serra, funcionários da prefeitura abriram um buraco no asfalto para que a água, que transbordou de uma lagoa, pudesse escoar. Por isso, o trânsito foi totalmente interditado no local.

No “AuAubergue”, em Laranjeiras, também na Serra, o sofrimento dos animais começou junto com a chuva. Segundo a responsável pelos bichos, Adriana Andrade, animais tidos como especiais enfrentaram, além do medo, dificuldade de locomoção.

Uma mulher ficou soterrada após o desabamento de uma casa no bairro Caratoíra, em Vitória. No local também estavam os dois filhos da mulher, um menino de nove anos e uma menina de 11.

Orientações da Defesa Civil

A Defesa Civil orienta a população sobre os cuidados que precisam ser tomados para minimizar os transtornos:

- Fique atento a movimentações de terra. Trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores podem indicar o início de um deslizamento. Abandone imediatamente sua casa e procure um local seguro; 

- Se houver muita infiltração na casa e acontecer rachaduras nas paredes ou escutar algum barulho estranho, abandone sua residência; 

- Evite as áreas alagadas. Terrenos acidentados, buracos e bueiros abertos, assim como fiação elétrica exposta, podem causar acidentes graves; 

- Ao término da enchente, busque orientação da Defesa Civil sobre o retorno para sua residência. É necessário limpar os locais atingidos por água e lama; 

- Se a sua residência foi destruída durante a enchente, não retorne a construir no mesmo lugar, porque cedo ou tarde ocorrerá um novo desastre; 

- Nesses casos, o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro.