• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ciclista é atropelado por ônibus na Avenida Paulista

Geral

Ciclista é atropelado por ônibus na Avenida Paulista

São Paulo - Um ciclista foi atropelado por um ônibus no início da tarde desta segunda-feira, 27, na esquina das Avenidas Paulista e Brigadeiro Luís Antônio, na região central da capital paulista. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima teve traumatismo craniano encefálico e foi atendida inconsciente. O acidente foi registrado às 12h27 e o homem, que tem por volta de 30 anos, foi levado para o pronto-socorro do Hospital das Clínicas, na zona oeste.

Em decorrência do atropelamento, a Avenida Paulista tinha duas faixas bloqueadas para o tráfego ainda por volta das 14h20, nos dois sentidos da vida.

O acidente aconteceu em um momento em que a Prefeitura vem estudando a implantação de uma ciclovia justamente no canteiro central da Paulista -- alguns setores da sociedade se colocaram contrários à obra. A via é muito utilizada em deslocamentos por bicicletas, mas até hoje não conta com uma estrutura permanente para quem pedala: apenas aos domingos e feriados nacionais uma faixa de lazer é montada no canteiro.

Apesar de polêmica, a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) prometeu iniciar a obra de R$ 15 milhões em janeiro -- a construção deve terminar em meados de 2015 e incluirá a Avenida Bernardino de Campos, continuação da Paulista no sentido zona sul.

Outros casos

Nos últimos anos, duas pessoas morreram atropeladas por ônibus enquanto se deslocavam de bicicleta na avenida. A bióloga Juliana Dias, de 33 anos, morreu em 2012 na altura da Rua Pamplona, no sentido Consolação. Em 2009, Márcia Prado morreu em virtude de acidente semelhante próximo dali, na mesma direção.

Em março do ano passado, o limpador David Santos Sousa, então com 21 anos, foi atropelado enquanto pedalava na Paulista por um motorista embriagado. Tratava-se do universitário Alex Kozloff Siwek, que tem a mesma idade. O condutor do carro não prestou socorro à vítima e ainda arremessou o braço direito de Sousa, decepado na colisão, em um córrego, o que impediu o seu reimplante. Siwek responde em liberdade.