Em coma há quase um ano, Alex Lima precisa de doações para manter tratamento

Geral

Em coma há quase um ano, Alex Lima precisa de doações para manter tratamento

Para cobrir as altas despesas do tratamento e do acompanhamento do músico, a família de Alex pede doações; Os depósitos dos interessados em contribuir podem ser feitos no banco Santander

O músico e ex-secretário de cultura Alexandre Lima continua em coma após sofrer problemas cardíacos em dezembro de 2013. Atualmente, Alex está recebendo o tratamento em casa.

Para cobrir as altas despesas do tratamento e do acompanhamento do músico - pagamento de profissionais de enfermagem, custos da medicação, fisioterapia, fonoaudiologia e exames - a família de Alex pede doações.  Os depósitos dos interessados em contribuir podem ser feitos no banco Santander (033), agência 3345, conta 01088199-7.

Alex Lima permanece em coma (estado de consciência mínima) e busca a recuperação em um apartamento alugado, onde mora com a filha mais velha e a mãe. Logo que o músico teve alta do hospital, o dinheiro da venda de camisetas e de um show beneficente (realizado em Vitória) foi usado para pela família para custear parte significativa dos gastos do tratamento. 

Neste período, o ex-secretário obteve avanços importantes na parte clínica, começou a dar sinais de evolução na respiração, retirou a cânula da traqueostomia e obteve melhoras na deglutição. O músico também já abre os olhos, porém, ainda não consegue dar sinais de interação, como piscar, falar ou apertar às mãos em resposta a um comando.

Apesar dos problemas cardíacos terem sido acometidos durante a gestão de Alex como secretário de Cultura da Prefeitura de Vitória, com o afastamento pela licença médica - como determina a lei -, o músico perdeu o direito aos rendimentos de comissionado. Começou, então, a receber do INSS uma importância proporcional ao tempo de contribuição e aos valores arrecadados, incluindo o período como músico autônomo. Com isso, passou a contar com uma renda de aproximadamente dois salários mínimos.

De acordo com o irmão e curador indicado pela justiça, Amaro Lima, as medidas para garantir qualidade no tratamento do Alex estão sendo tomadas. “Existem profissionais, em especial da da classe médica e advogados, trabalhando como voluntários. O primeiro passo foi conseguir que ele tenha um representante legal, um curador, para falar por ele.  Agora que essa etapa foi concluída, começamos a outra batalha: garantir que o SUS assuma o que de é direito do Alex. Mas, até que a questão esteja resolvida, precisamos continuar contando com a solidariedade de todos”, conta.
Entenda o caso

O secretário de Cultura de Vitória passou mal no dia 29 de novembro, durante uma reunião na Prefeitura de Vitória. O sintoma era de dor no peito e mal estar, e o primeiro diagnóstico médico foi de estresse.

No dia 03 de dezembro, ainda sem sentir bem, Alex procurou um médico da família que identificou o sinal de um aneurisma da aorta e o encaminhou Hospital Evangélico, em Vila Velha.

Confirmada as suspeitas, o secretário passou por uma cirurgia delicada, no dia 4 de dezembro, e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde ficou até o dia 30 de dezembro. Depois foi para o quarto e permaneceu internado em coma até abril deste ano. Teve alta ainda em coma e passou a ser tratado em casa, com os recursos da família e do dinheiro levantado em ações promocionais. 

Dados para depósitos ou transferências
Alexandre Silva Lima
CPF: 947.133.597-34
Santander (033)
Agência 3345
Conta 01088199-7