Áustria ergue cerca na fronteira com Eslovênia, para ordenar fluxo de imigrantes

Geral

Áustria ergue cerca na fronteira com Eslovênia, para ordenar fluxo de imigrantes

Redação Folha Vitória

Viena - A Áustria construirá uma cerca em sua principal passagem fronteiriça com a Eslovênia, com a finalidade de garantir mais ordem e lentidão para o fluxo de imigrantes que desejam seguir para a Alemanha.

A ministra do Interior, Johanna Mikl-Leitner, admitiu que será erguida uma cerca, mas segundo ela trata-se de um reforço nas estruturas nas passagens fronteiriças. Em entrevista à rádio pública ORF, a autoridade austríaca disse que não se trata de fechar a fronteira com a Eslovênia, mas de evitar que as pessoas andem pelas rodovias. Na semana passada em Spielfeld, na fronteira eslovena, milhares de imigrantes romperam uma barreira policial e começaram a andar por uma rodovia.

A ministra garantiu que as medidas não buscam fechar a fronteira com a Eslovênia, mas notou que houve distúrbios, com mulheres e crianças envolvidas. "Nós precisamos de todas as medidas técnicas possíveis para garantir uma entrada ordenada em nosso território."

Até agora, apenas a Hungria ergueu uma cerca de arame farpado na parte sul de sua fronteira, uma política criticada pelos políticos europeus, principalmente a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, já que isso apenas levou o fluxo de imigrantes para outros países, como a Croácia e a Eslovênia.

Em um encontro de 11 líderes europeus sobre a rota dos Bálcãs usada pelos imigrantes, no domingo, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, disse que era "apenas um observador" no encontro. Segundo Orban, seu país já resolveu esse problema e pode dar conselhos aos outros países sobre como construir cercas. Fonte: Dow Jones Newswires.