Forças dos EUA atacam campo de petróleo controlado pelo Estado Islâmico na Síria

Geral

Forças dos EUA atacam campo de petróleo controlado pelo Estado Islâmico na Síria

Redação Folha Vitória

Bagdá - As forças de coalizão lideradas pelos Estados Unidos no Iraque e na Síria realizaram um ataque em grande escala contra o campo de petróleo Omar, na Síria, como parte de sua missão para reduzir a capacidade do grupo extremista Estado Islâmico gerar receita, disse um porta-voz da coalizão nesta quinta-feira. O major Michael Filanowski disse a jornalistas em Bagdá que os ataques aéreos, realizados no fim da quarta-feira, atingiram refinarias controladas pelo Estado Islâmico, além de centros de controle e rotas de transporte no campo Omar, perto da cidade de Deir el-Zour. Um porta-voz da coalizão, coronel Steven Warren, disse que 26 alvos foram atingidos, num dos maiores ataques desde o início dessa campanha aérea, no ano passado.

A refinaria gera entre US$ 1,7 milhão e US$ 5,1 milhões ao mês para o Estado Islâmico. O grupo tomou várias refinarias de petróleo e outras infraestruturas no Iraque e na Síria, na busca por mais receita para construir um Estado autossuficiente. O grupo controla território em quase um terço do Iraque e da Síria e as forças de coalizão continuam a realizar ataques aéreos nos dois países.

As forças de coalizão, apoiadas por forças paramilitares e pela polícia federal iraquiana, continuam a tentar recapturar a cidade de Ramadi, no oeste do país, e também Beiji, cidade onde fica a maior refinaria do Iraque. O avanço por terra das forças locais é apoiado pelos ataques aéreos. Na terça-feira, as forças do Iraque chegaram a dizer que haviam expulsado os militantes de Beiji e controlavam a cidade. As fontes da coalizão, porém, afirmaram que essa missão não foi concluída. Fonte: Associated Press.