Furacão Patricia atinge costa do México e provoca caos, mas dano é menor que temido

Geral

Furacão Patricia atinge costa do México e provoca caos, mas dano é menor que temido

Milhares de moradores e turistas foram levados para abrigos improvisados, mas não houve relatos iniciais de mortos, e muitos sentiram ter escapado do pior

Cerca de 15 mil turistas foram retirados às pressas do balneário de Puerto Vallarta Foto: R7

Um dos mais fortes furacões já registrados em todos os tempos atingiu o oeste do México com chuvas e ventos de até 266 km/h, causando o caos em cidades no litoral, mas menos danos do que se temia, antes de perder força enquanto se movia para o interior do território mexicano, neste sábado.

Árvores foram derrubadas, ruas ficaram alagadas e edificações foram destruídas pela aproximação do furacão Patricia ao México como um furacão de categoria 5, na sexta-feira 923), antes de atingir o continente, onde começou a perder potência nas montanhas que se erguem ao longo da costa do Pacífico.

Cerca de 15 mil turistas foram retirados às pressas do balneário de Puerto Vallarta, à medida que as pessoas se esforçavam para fugir do furacão que avançava, cujo enorme redemoinho sobre o México pôde ser visto claramente a partir do espaço.

Domingo Hernandez, funcionário de um hotel no balneário de Barra de Navidad, perto do grande porto de Manzanillo, disse que o furacão provocou o caos, destruiu um monte de coisas, levou o telhado, várias árvores.

— As coisas estão em mau estado onde trabalho.

Milhares de moradores e turistas foram levados para abrigos improvisados, mas não houve relatos iniciais de mortos, e muitos sentiram ter escapado do pior.

Em determinado momento gerando ventos de 322 km/h, Patricia foi o mais forte furacão já registrado no Hemisfério Ocidental. Em seguida, perdeu muito de seu poder ao desembarcar em solo mexicano a noroeste de Manzanillo.

No início deste sábado (24), o furacão havia sido rebaixado para uma tempestade de categoria 1, com ventos diminuindo para cerca de 120 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA.