Professora faz bolão em academia e aluna perde mais de 50 kg em Cariacica

Geral

Professora faz bolão em academia e aluna perde mais de 50 kg em Cariacica

Juliana criou um ‘ bolão’, que é chamado de ‘Desafio do Emagrecimento’ há um ano. O desafio consiste na medição de gordura todas as sextas-feiras por dois meses

Camila ganhou o bolão duas vezes Foto: Divulgação

Quem disse que ginástica é para os fracos? A professora Juliana Lunz, que dá aula em uma academia em Campo Grande, no município de Cariacica, decidiu inovar e encontrou um jeito de incentivar ainda mais as pessoas que querem perder peso. 

Ela criou um ‘ bolão’, que é chamado de ‘Desafio do Emagrecimento’ há um ano. O desafio consiste na medição de gordura todas as sextas-feiras por dois meses. Cada pessoa que estiver participando deve depositar em uma caixinha o valor de R$ 2. Quem perder mais gordura no fim desse período leva o valor total arrecadado. No último desafio, o primeiro lugar levou para casa a caixinha com todo o dinheiro, e o segundo ganhou uma mensalidade da academia. “O bolão é para motivar os alunos a conseguirem o que eles querem”, diz Juliana.

Com muita paixão pela ginástica, a professora trabalha na mesma academia há dez anos. “A minha paixão sempre foi pela ginástica. Comecei a atuar na área com 19 anos. Estou há dez anos aqui e atuo na área há 20 anos". 

Como um exemplo de superação de limites, Camila Cassaro Galvão, que tem 26 anos e é administradora, perdeu 53 kg em um ano e dois meses de muita ginástica, acompanhamento e o principal: força de vontade. “No começo foi perturbador, mas eu consegui. Eu tinha 118 kg e atualmente estou com 65 kg. Tive acompanhamento com a nutricionista e comecei a fazer a ginástica de segunda à sexta, em média, uma hora por dia”. 

Heline eliminou 25 kg Foto: Divulgação

Como um dos incentivos, Camila ganhou dois bolões e ainda conseguiu o que queria. “Ganhei o bolão duas vezes. A opção da cirurgia é a última. Acho que todo mundo pode conseguir o que quer, o problema é que as pessoas querem resultado rápido e por isso, na maioria das vezes, optam pela cirurgia e remédio, mas nunca foi uma opção para mim”. 

Outro exemplo é o da psicóloga Heline Ewald Lemos, de 24 anos, que conseguiu eliminar 25 kg. “Hoje estou satisfeita com o meu corpo, mas o que mais me importava era mesmo a saúde. Eu não conseguia subir o morro para chegar à minha casa sem ficar ofegante.”

Heline acredita que a ginástica oferece algo que na musculação as pessoas não conseguem encontrar. “A ginástica te proporciona uma coisa que a musculação não dá. É um ambiente onde as pessoas malham em grupo, uma incentiva a outra e quando você pensa em desistir alguém grita para você continuar. A Juliana é uma pessoa que incentiva todo mundo e para quem está querendo alcançar um objetivo isso é muito importante”. 

Lançamentos

Lançamento do Body Pump Foto: Divulgação

No último dia 08,  Juliana lançou os Mixes Novos, que são os exercícios da ginástica com músicas novas e treinos ainda mais pesados. 

Ao som do DJ Lucas Rodrigues e show pirotécnico, a turma do Body Pump, que é uma prática da ginástica formada por coreografias e com pesos e movimentos sincronizados, lotou a sala e com muita animação.

No Body Pump, entre suas maiores qualidades, estão: a possibilidade de realização para níveis variados de condicionamentos, o bom gasto calórico e a melhoria na resistência, na força muscular e postura.

É agachamento, peso, barra de ferro, prancha, tudo isso durante a aula. Tem que ter muita disposição para acompanhar o ritmo da professora, que malha junto com os alunos e dá uma ‘canseira’ na turma, inclusive na galera que pensa que fica escondida no fundo da sala.

Juliana malha junto com a turma em todas as aulas sem perder o ritmo Foto: Divulgação

HIIT

Você já ouviu falar no tal do Hiit? Pois é, significa High Intensity Intermittent Training, ou seja, Treinamento Intervalado de Alta Intensidade. Juliana, que também é personal trainer explica que esse treino consiste num tipo de exercício específico para a perda de gordura, que reveza exercícios de alta e baixa intensidade. “O músculo fica em recuperação após várias horas e a pessoa acaba trabalhando com o aumento do metabolismo”. 

Como a professora costuma sempre dizer: "Ginástica não é 'dancinha'. O importante mesmo é sair da zona de conformo".