Onda de imigrantes nos países dos Bálcãs segue intensa após acordo da UE

Geral

Onda de imigrantes nos países dos Bálcãs segue intensa após acordo da UE

Redação Folha Vitória

Belgrade, Sérvia - A onda de imigrantes entre os países dos Bálcãs a caminho para a Europa ocidental continua intensa nesta segunda-feira depois de um acordo realizado pela União Europeia (UE) para diminuir o fluxo.

Ontem à noite, após uma reunião de cúpula em Bruxelas, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou criação de 100 mil vagas de acolhimento para os refugiados na Grécia e outros países dos Bálcãs, com o objetivo de administrar com eficiência a crise imigratória sem precedentes.

Pelo menos 50 mil vagas serão criadas na Grécia e outras 50 mil serão criadas na rota dos Bálcãs, em países como a Macedônia e a Sérvia.

Os líderes europeus e dos países dos Bálcãs concordaram hoje sobre medidas para conter o fluxo de milhares de refugiados da guerra e da pobreza que tem sobrecarregado as autoridades e elevado a tensão entre as nações ao longo da rota.

Segundo a polícia da Croácia, mais de 13 mil imigrantes chegaram na Sérvia nas últimas 24 horas. Cerca de 260 mil passaram pela Croácia desde meados de setembro, quando a Hungria colocou uma cerca na fronteira com a Sérvia, desviando o fluxo.

A polícia da Eslovênia disse que cerca de 10 mil imigrantes entraram na Eslovênia a partir da Croácia, no mesmo período, elevando o número total de chegadas nos últimos 12 dias para quase 75 mil. Fonte: Associated Press.