ONU diz que promessas de corte de emissões não são suficientes

Geral

ONU diz que promessas de corte de emissões não são suficientes

Redação Folha Vitória

Berlim - A principal autoridade da Organização das Nações Unidas para o clima, Christiana Figueres, afirmou nesta sexta-feira que as promessas de cortes de emissões de poluentes feitas pelos governos até agora são um passo positivo, porém não o suficiente para enfrentar o problema do aquecimento global. A autoridade da ONU faz o apelo antes da conferência internacional sobre o clima prevista para dezembro em Paris.

Figueres deixou claro que os planos enviados por 146 países para a conferência climática na capital da França não serão a última palavra sobre o assunto. Segundo ela, "muitos países têm sido racionalmente conservadores, no que colocam sobre a mesa" e "não querem se expor prematuramente".

A meta internacional é impedir que as temperaturas globais aumentem mais de 2º Celsius até o fim deste século. O relatório da ONU divulgado nesta sexta-feira avaliou diretamente apenas os planos de impacto de mais curto prazo, mas Figueres citou uma avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI) segundo a qual o aumento da temperatura neste século pode chegar a 2,7º Celsius. Fonte: Associated Press.