Presidente da China encontra realeza e políticos no Reino Unido

Geral

Presidente da China encontra realeza e políticos no Reino Unido

Redação Folha Vitória

Londres - O presidente chinês, Xi Jinping, chegou nesta terça-feira para sua primeira visita de Estado ao Reino Unido, sendo recebido por membros da família real e políticos. A viagem ocorre no momento em que os britânicos buscam estreitar os laços com a segunda maior economia mundial.

Xi e sua mulher, Peng Liyuan, participaram de uma procissão faustosa, levados em uma carruagem puxada por cavalos para o Palácio de Buckingham. O casal almoçou com a rainha Elizabeth II e seu marido, o príncipe Philip.

O líder chinês fala nesta terça-feira a parlamentares em Westminster, onde fica o Parlamento do Reino Unido. Xi comentou a "profunda afeição mútua" entre os dois países e disse acreditar que a visita reforçaria as relações bilaterais. "Ainda que minha visita tenha apenas começado, já estou muito impressionado pela vitalidade das relações China-Reino Unido e pela profunda amizade entre nossos povos", afirmou Xi.

A China vê a visita como uma chance de reforçar a missão da viagem do mês passado aos EUA em busca de oportunidades comerciais. Além disso, Pequim quer minimizar as preocupações com o poderio militar, questões de direitos humanos e a perspectiva econômica chinesa. O Reino Unido tem cortejado a China em busca de investimento de infraestrutura e outros projetos e busca também reforçar o comércio. O tratamento em Londres representa um contraste, em comparação com a visão mais cética dos EUA.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que a visita deve resultar em mais de 30 bilhões de libras (US$ 46,4 bilhões) em acordos de comércio e investimentos, criando mais de 3.900 empregos no Reino Unido. "Este será um momento muito importante para as relações" bilaterais, disse ele.

A BP e a estatal China National Petroleum deve divulgar planos para uma cooperação maior. Por outro lado, ativistas pelos direitos humanos devem protestar contra abusos da China nesse setor. O governo chinês diz que o quadro melhorou e que o sistema judicial do país é honesto. Fonte: Dow Jones Newswires.