Professores ajudam alunos na reta final para Enem com aulas em vídeos no YouTube

Geral

Professores ajudam alunos na reta final para Enem com aulas em vídeos no YouTube

Redação Folha Vitória

São Paulo - Na reta final de estudos antes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os candidatos podem complementar os estudos com vídeos de aulas na internet. O YouTube reúne aulas de professores de Matemática, Biologia, Química, Física e sobre atualidades. Além da revisão das disciplinas, os vídeos trazem dicas sobre estratégias para a prova e os conteúdos que mais caíram nos últimos anos.

Mesmo estudando 14 horas por dia para se preparar para o Enem, Larissa Alves, de 18 anos, não deixa o computador de lado. Ela disse que ao chegar em casa complementa as aulas do cursinho com os vídeos da internet.

"Às vezes você teve alguma dúvida durante a aula ou se perdeu em uma explicação e não tem a quem recorrer e com esses vídeos eu fico sem nenhuma dúvida", disse Larissa, que quer entrar em uma universidade pública para estudar Engenharia Civil.

O professor Marco Fisbhen deixou as salas dos cursinhos, onde trabalhava há mais de dez anos como professor de Física, para gravar as videoaulas. "Comprei uma câmera e comecei a gravar vídeos com a intenção de facilitar o aprendizado dos alunos. Poder assistir e rever quantas vezes quisesse uma mesma aula trouxe uma praticidade a esse processo", contou.

O que nasceu como um blog se transformou na plataforma Descomplica, que hoje tem a audiência de mais de 12 milhões de alunos. "As aulas são elaboradas com o objetivo de levar o aluno ao que, de fato, interessa. O que é realmente cobrado em prova. Tentamos ser sempre simples, direto ao ponto e mostrar o que ele precisa saber e o que vai ser cobrado", explicou Fisbhen.

Alguns dos vídeos são disponibilizados gratuitamente, mas para ter acesso a todo o conteúdo (são 15 mil vídeoaulas) é preciso fazer uma assinatura paga - a mensal custa R$ 34,99 e inclui ainda quatro aulas ao vivo diárias, a correção de uma redação e três monitorias por semana.

Entre os vídeos disponibilizados gratuitamente no YouTube, por exemplo, há aulas que abordam possíveis temas da redação e outros que explicam sobre temas atuais e que podem ser abordados nas questões da prova.

No site Biologia Total, o aluno também encontra alguns materiais gratuitos, como a introdução de alguns conteúdos. As aulas mais aprofundadas são pagas, a assinatura de um mês custa R$ 21,99. Fundador do site, o professor Paulo Jubilut, mantém ainda um blog em que comenta sobre conteúdos que podem ser abordados no Enem.

Seleção

Há ainda o site Me Salva, que também disponibiliza parte das aulas no YouTube, mas o acesso a todo o conteúdo custa R$ 40 por mês. Além dos vídeos, também há simulados e planos de estudo para os alunos. Nos exercícios, por exemplo, fizeram uma seleção com as questões mais erradas no Enem em cada área.