• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva ajuda a aumentar nível dos rios, mas racionamento de água continua na Grande Vitória

Geral

Chuva ajuda a aumentar nível dos rios, mas racionamento de água continua na Grande Vitória

A Cesan informou que é preciso chover com mais frequência para que haja segurança no abastecimento de água. Segundo a Agerh, vazão dos rios ainda está muito abaixo do normal

Rios que abastecem a Grande Vitória continuam com nível bem abaixo do normal, apesar das últimas chuvas Foto: TV Vitória

A Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) informou que as chuvas que atingiram o Espírito Santo nos últimos dias contribuíram para melhorar o nível dos rios de onde é captada a água que abastece a Grande Vitória. No entanto, segundo a companhia, o racionamento de água na região metropolitana ainda vai continuar, já que é preciso chover com mais frequência para que haja segurança no abastecimento de água.

De acordo com a Cesan, diversos fatores influenciam na análise dos resultados do rodízio e é necessário consolidar as informações para tomada de decisão. A companhia informou que analisa sistematicamente os resultados da chuva na vazão oferecida pelos rios para decidir se a estratégia passará por alteração.

Nesta terça-feira (04), a Agência Estadual de Recursos Hídricos divulgou um boletim, informando que a vazão do Rio Jucu está em pouco mais de 7 mil litros por segundo, ou seja, caiu em comparação aos últimos sete dias, quando atingiu um pico de 10 mil litros. A vazão considerada normal na bacia é de 18 mil litros.

Já a situação do Rio Santa Maria da Vitória permanece a mesma, se comparada ao último mês. Segundo a Agerh, a vazão está em 3 mil litros por segundo, bem abaixo do nível crítico, de 3,8 mil litros. 

No entanto, de acordo com o presidente da agência, Paulo Roberto Paim, a chuva dos últimos dias pode melhorar essa situação. "Uma chuva que se chama mansa é uma chuva calma e que não para. Chove um dia, dois dias, três dias. Isso é o ideal. Não seria interessante aquelas chuvas torrenciais, onde ocorre muita água num espaço de tempo bastante pequeno e num pequeno território", ressaltou.

Ainda segundo o presidente, a previsão do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) é de que essa chuva constante continue em todas as regiões do Espírito Santo. Mesmo assim, segundo Paim, o momento pede cautela.

"Está previsto um mês com chuvas normais e até um pouco acima da média histórica para todo o Espírito Santo, tanto para o norte, quanto para o centro e para o sul. Isso é ótimo, mas não podemos relaxar", alertou.

Abastecimento

Apesar do rodízio de abastecimento na Grande Vitória, alguns moradores da região metropolitana que recebem água em suas torneiras diretamente da rede de distribuição, sem passar por caixa d'água, afirmam que não ficaram desabastecidos, mesmo nos dias previstos para que o serviço seja suspenso em sua região. Alguns afirmam morar próximo a centros de distribuição da Cesan e acreditavam que seriam os primeiros a sofrer com a falta d'água, o que, segundo eles, não aconteceu.

Por meio de nota, a Cesan esclareceu que, mesmo durante o racionamento, ainda há passagem de água reduzida para a rede, para evitar queda total de pressão no sistema de abastecimento. Por causa disso, segundo a companhia, pessoas que moram próximas aos locais de operação costumam receber essa parcela de água, que precisa fluir nas tubulações.

Nesta quarta-feira (05), o abastecimento de água será suspenso por 24 horas em 56 bairros de Cariacica, Serra e Vila Velha. A interrupção no fornecimento de água nessas regiões começa ao meio-dia e se estende até quinta-feira (06).

Veja em quais bairros haverá racionamento de água entre quarta e quinta-feira:

Serra
Alterosas, Barcelona, Civit II (exceto Avenida Talma Rodrigues), Colina de Laranjeiras, Laranjeiras Velha, Morada de Laranjeiras, Nova Zelândia, Parque Residencial Laranjeiras, Taquara I, Taquara II, Valparaiso, Residencial Vista do Mestre, Planalto Carapina (exceto em torno da BR-101) e Santa Luzia (Avenida Norte Sul).

Cariacica
Alto da Boa Vista, Alto Lage, Aparecida, Cariacica-Sede, Expedito, Flexal I, Flexal II, Grauna, Itacibá, Itanguá, Itaquari, Nova Brasília, Nova Canaã, Nova Valverde, Oriente, Planeta, Porto de Cariacica, Porto de Santana, Porto Novo, Presidente Medici, Retiro Saudoso, Santana, São Conrado (Ruas Gaivota, Sabiá, Gaturamo, Santiago, João de Barro, Coleiro, Flamingo, Tico-Tico e Cardia), São João Batista, Serra do Anil, Sotema, Tabajara, Tucum, Vera Cruz, Vila Merlo, Vila Progresso e Vila Prudêncio 

Vila Velha
Vista do Mar, Recanto da Sereia, Morada do Sol, Interlagos, Ponta da Fruta, Morro da Lagoa, Balneário Ponta da Fruta, Nova Ponta da Fruta, Praia do Sol, Retiro do Congo.