• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cinco escolas da Grande Vitória permanecem ocupadas contra a PEC 241

Geral

Cinco escolas da Grande Vitória permanecem ocupadas contra a PEC 241

Os alunos da escola Florentino Ávidos ocuparam a Avenida Monteiro Lobato, no bairro Ibes, em Vila Velha, e com cartazes e faixas, protestaram contra a PEC

Os alunos caminharam pelas ruas de Vila Velha em direção ao colégio Agenor Roris Foto: TV Vitória

Os estudantes do ensino médio das escolas estaduais da Grande Vitória ocuparam as unidades de ensino na manhã desta terça-feira (25). O movimento, conhecido como Primavera Secundarista, é contra a PEC 241 e a medida provisória que reestrutura o ensino médio.

Os alunos da escola Florentino Ávidos ocuparam a Avenida Monteiro Lobato, no bairro Ibes, em Vila Velha, e com cartazes e faixas, protestaram contra a PEC, que impõe limite aos gastos públicos. 

De acordo com os secundaristas, a unidade foi fechada sem aviso prévio. No portão de entrada da unidade, uma mensagem informava sobre a suspensão das aulas.

"Nós estamos perto do Enem e não estamos tendo aula em um dia letivo. Nós chegamos na escola com intuito de estudar. Está ocorrendo sim as ocupações em outras escolas, mas nós não tivemos esse intuito. Nós chegamos hoje para estudar e os portões estavam simplesmente fechados", afirma a estudante Nathália Fávero

Os alunos caminharam pelas ruas de Vila Velha em direção ao colégio Agenor Roris, no mesmo município. Na escola, os alunos estão acampados desde o último sábado e recepcionaram os apoiadores.

A expectativa do Congresso é que a PEC seja votada nesta semana. Para que a proposta passe em segundo turno e seja enviada ao Senado, serão necessários 308 votos dos 513 deputados federais. Se for aprovada, os estudantes afirmam que farão novas ocupações

A expectativa do Congresso é que a PEC seja votada nesta semana Foto: TV Vitória

De acordo com a Secretaria de Educação, cinco escolas na Grande Vitória estão com manifestantes dentro das unidades. No Colégio Estadual, na capital, a manhã foi de incertezas, pois os alunos que estiveram no local não sabiam se teriam aulas.

Segundo os secundaristas que ocupam a escola, as atividades do dia seriam ministradas por oficineiros. 

A Secretaria de Estado da Educação informou que os diretores e professores das escolas, além dos superintendentes regionais, estão acompanhando o movimento e dialogando no intuito de manter as aulas e evitar prejuízos aos estudantes, principalmente devido a realização do Enem. 

A assessoria do Instituto Federal do Espírito Santo informou que até o momento dois campos do Ifes estão ocupados, São Mateus e Cachoeiro de Itapemirim. Ainda de acordo com o instituto,  a direção tem mantido diálogo com os estudantes para que os prédios sejam desocupados e a rotina volte à normalidade.