Procura por procedimentos diagnósticos de câncer de mama cresce 19% no Outubro Rosa

Geral

Procura por procedimentos diagnósticos de câncer de mama cresce 19% no Outubro Rosa

A pesquisa mostra aumento em outubro de 2013, 2014 e 2015, comparando com outros meses. Dos 3,25% casos de câncer de mama diagnosticados em 2014 e 2015 foram em beneficiários aos homens

Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo Foto: Divulgação

O número de procedimentos diagnósticos de câncer de mama (mamografia convencional bilateral e mamografia digital bilateral) aumentam 19% em outubro, em comparação com os outros meses do ano, mostra uma pesquisa da Orizon – empresa de consultoria de saúde.

O crescimento se deve ao Outubro Rosa, movimento popular internacional que promove a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença, explica Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia.

— A mensagem do Outubro Rosa é muito séria e a gente percebe que há uma maior procura por informação neste mês. Muitas empresas também estão participando de campanhas e a mídia está presente em peso. Ainda temos muitos desafios de acesso aos exames, falta de informação e mais da metade das mulheres acabam descobrindo o câncer já avançada. É preciso que as mulheres tenham essa consciência de protagonista da própria saúde, que conheçam seu corpo, seu histórico familiar, tudo isso ajuda no diagnóstico precoce.

O levantamento da Orizon foi feito nos anos de 2013, 2014 e 2015, com base no maior banco de dados da saúde suplementar do país, que contempla 18 milhões de vidas, o que corresponde a 30% do total de brasileiros com acesso a planos de saúde.

O Câncer de Mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil e responde por 25% dos casos novos a cada ano, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer). A estimativa, também do INCA, é o surgimento de 57.960 novos casos da doença durante este ano.

Mas se engana quem pensa que esta é uma doença que acomete apenas as mulheres. Segundo dados da Orizon, 3,25% dos casos de câncer de mama diagnosticados nos anos de 2014 e 2015 foram em beneficiários do sexo masculino.

“Constatamos ainda que eles têm se preocupado cada vez mais com a doença. Em 2013, 2031 homens se submeteram aos exames que detectam o câncer de mama, (1% do total de procedimentos realizados). Em 2014 foram 3249 (1,16% do total) e, em 2015, o número de casos subiu para 3750 (1,19% do total)”, revela o pesquisador da Orizon, Bruno Luiz de Carvalho.

Com informações do Portal R7!