Após eleições, oposição venezuelana tem menos opções para lidar com Maduro

Geral

Após eleições, oposição venezuelana tem menos opções para lidar com Maduro

Os líderes da oposição esperavam que sua vitória pressionasse Maduro em conversas que levariam a uma eleição presidencial em 2018, abrindo o caminho para sua provável derrota

Muitos venezuelanos expressaram ceticismo nesta segunda-feira sobre os resultados das eleições estaduais no país, após os resultados indicarem uma ampla vitória do partido do presidente Nicolás Maduro enquanto pesquisas eleitorais indicavam resultado favorável à oposição. No entanto, os resultados deixaram a oposição da Venezuela com menos opções para lidar com o governo Maduro.

A eleição estabeleceu um novo período de incertezas na Venezuela após o Conselho Eleitoral apontar que os aliados de Maduro ganharam pelo menos 17 dos 23 Estados, incluindo muitas regiões onde pesquisas mostravam que a oposição deveria vencer com facilidade. O governo proibiu o monitoramento de organizações internacionais conhecidas.

Os líderes da oposição esperavam que sua vitória pressionasse Maduro em conversas que levariam a uma eleição presidencial em 2018, abrindo o caminho para sua provável derrota.

Os Estados Unidos ainda não emitiram uma resposta às eleições, mas recentemente disseram que planejavam implementar sanções contra Maduro e outros funcionários por abusos relacionados aos direitos humanos. A União Europeia está considerando emitir sanções contra a Venezuela, disseram autoridades. O ministro de Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, afirmou na segunda-feira que foi muito cedo para anunciar uma reposta à votação porque a UE deve avaliar os resultados de forma ampla. Fonte: Dow Jones Newswires.