Ciclista morre após ser atropelado por mecânico sem carteira de habilitação na Serra

Geral

Ciclista morre após ser atropelado por mecânico sem carteira de habilitação na Serra

De acordo com a polícia, o condutor estava sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e se recusou a fazer o teste do bafômetro

Um ciclista morreu após ser atropelado por um carro de passeio conduzido por um mecânico de 32 anos na madrugada deste domingo (8), na Avenida Talma Rodrigues Ribeiro, no bairro Civit 2, na Serra. De acordo com a polícia, o condutor estava sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Após atropelar o ciclista, o condutor perdeu o controle do veículo e também atingiu um poste. Com o impacto da batida, o carro ficou destruído. Além do motorista, outras quatro pessoas ocupavam o veículo no momento do acidente, são elas a mulher, duas filhas - de seis e 10 anos - e o cunhado do condutor. A filha mais nova do mecânico teve ferimentos leves após a colisão e foi levada para um hospital.

Segundo a polícia, o mecânico havia levado a filha mais velha a um hospital devido a uma queimadura sofrida enquanto fazia pipoca em casa. Quando retornavam para a residência por volta de 00h40, ocorreu o acidente.

Ainda de acordo com a polícia, após o acidente, o mecânico teria chamado um táxi para conduzir a filha que ficou ferida para o hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra. O motorista alega que só tomou a atitude após a equipe do Samu prestar atendimento ao ciclista.

A criança ferida no acidente foi transferida pra o Hospital Infantil, em Vitória, e passa bem. O mecânico presta esclarecimentos para a polícia na delegacia. Já o ciclista que morreu após o acidente ainda não foi identificado.