Geral

Espírito Santo cria comitê de crise para o caso de manchas de óleo chegarem à costa capixaba

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente (Seama) ainda não é possível precisar a chegada do óleo ao Espírito Santo, porém o monitoramento é contínuo

Foto: Adema/Governo de Sergipe

O Governo do Espírito Santo tem monitorado a possibilidade de que as manchas de óleo, que têm aparecido em praias do Nordeste, cheguem ao Estado. Na última segunda-feira (21) foi realizada uma reunião entre diversos órgãos para debater ações para evitar os impactos, caso o óleo atinja a costa capixaba.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente (Seama) ainda não é possível precisar a chegada do óleo ao Espírito Santo, porém o monitoramento é contínuo. A Secretaria está em contato permanente com os gestores costeiros baianos e recebe a todo momento informações atualizadas dos órgãos federais de meio ambiente.

A Seama informa, também, que já está sendo articulada uma reunião com gestores municipais de Conceição da Barra, São Mateus e Linhares para unificação de informações e de ações preventivas. Uma visita de representantes da Seama e do Iema, à Bahia será agendada, para que eles verifiquem in loco os procedimentos de governança e das atividades práticas de recuperação e limpeza das praias e do manuseio da fauna oleada, entre outras.

No encontro foi estabelecido um Comitê de Preparação da Crise, formado por representantes da Marinha, do Ibama, do ICMBio e da Seama, que fará a coordenação dos trabalhos. Também foram criados grupos de trabalho com diferentes temática como: Institucional/Municípios, Técnico, Comunicação, Segurança/EPI´s, Fauna, Unidades de Conservação e Logística.

Participaram do encontro o Iema, a Agerh, a Defesa Civil, o Ibama, ICMBio e a Capitania dos Portos.

Pontos moeda