Um mês após incêndio na Vila Rubim, moradores continuam fora de suas casas

Geral

Um mês após incêndio na Vila Rubim, moradores continuam fora de suas casas

As obras, segundo a Prefeitura de Vitória, são de responsabilidade do dono da loja

Foto: TV Vitória

Um mês depois do incêndio que destruiu uma loja de couros na Vila Rubim, em Vitória, moradores dos imóveis vizinhos continuam fora de suas casas. Dois prédios, dois sobrados e quatro residências foram interditados pela Defesa Civil Municipal. E, de acordo com a prefeitura da capital, continuam assim desde o dia 20 de setembro.

Cerca de 70 pessoas estão fora de suas casas e só vão poder retornar após a recuperação dos imóveis. As obras, segundo o município, são de responsabilidade do dono da loja.

Nesta segunda-feira (21), uma equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV observou que não há operários nas residências atingidas pelas chamas. Alguns homens, porém, estavam fazendo a limpeza nos escombros da loja atingida.

Leia também:

>>> "Não ter nenhuma morte valeu 10 vezes o que foi perdido", diz proprietário de loja atingida por incêndio na Vila Rubim

>>> Loja que pegou fogo na Vila Rubim não possuía alvará do Corpo de Bombeiros

>>> Oito imóveis são interditados pela Defesa Civil após incêndio; 70 pessoas estão desalojadas

>>> 'Só deu tempo de fugir', diz morador que perdeu casa em incêndio na Vila Rubim

>>> Por medida de segurança, moradores da região atingida por incêndio na Vila Rubim continuam sem energia quatro dias após incêndio

>>> Peritos usam drone e programas para mapear caminho das chamas

A Prefeitura de Vitória pediu a demolição da laje do antigo depósito, onde teria começado o incêndio. O espaço não teria autorização do Corpo de Bombeiros e nem do município para funcionar.

Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória/Record TV!