Aldeia indígena está de luto após morte de família em acidente de trânsito em Aracruz

Geral

Aldeia indígena está de luto após morte de família em acidente de trânsito em Aracruz

Eles estavam em um carro de passeio que bateu em uma van, que transportava dois trabalhadores da empresa Imetame.

Marcelo Pereira

Redação Folha Vitória
Foto: Instagram/reprodução
Josélia Rocha e Belanísio Pereira Rodrigues morreram no local do acidente. Já as crianças Izabela Rocha e Valentina Rocha faleceram no hospital São Camilo, em Aracruz

A aldeia Caieiras Velhas, em Aracruz, está de luto após a morte de quatro pessoas, todas da mesma família, vítimas de um acidente de trânsito no último sábado (02). 

A família de indígenas voltava de um passeio em uma lagoa quando o acidente aconteceu. Eles estavam em um carro de passeio que bateu em uma van, que transportava dois trabalhadores da empresa Imetame.

A colisão aconteceu na rodovia ES 257, que liga a sede de Aracruz ao litoral, próximo ao viveiro da Suzano. As informações são do site portal Nova Onda Online, parceiro do Folha Vitória.

As vítimas, Belanisio Pereira Rodrigues, 48 anos, e Josélia Rocha, 36, morreram no local. Já as duas meninas, Izabela Rocha Rodrigues, 5, e Valentina Rocha Rodrigues, 2, foram socorridas em estado grave ao Hospital São Camilo, mas não resistiram aos ferimentos e, também, morreram.

O enterro aconteceu no último domingo (3) no cemitério de Santa Cruz. 

Na van seguiam o motorista e dois funcionários da Imetame. O motorista ficou preso às ferragens, sofreu traumatismo e após ter sido socorrido no Hospital São Camilo foi transferido para o Hospital Estadual de Urgência Emergência (HEUE), antigo Hospital São Lucas, em Vitória. Ele está na UTI e o estado de saúde dele é grave.

Um dos passageiros teve alta médica. Um outro foi transferido para o Vitória Apart Hospital, na Serra, para realizar cirurgia.