"Consideramos que as festas de final de ano serão liberadas", diz secretário de Saúde do ES

Geral

"Consideramos que as festas de final de ano serão liberadas", diz secretário de Saúde do ES

A expectativa da Sesa é que o avanço da imunização contra o novo coronavírus no estado contribua para momentos mais festivos, com a chegada do final do ano e as férias de verão

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concede uma entrevista coletiva, nesta terça-feira (27) para falar sobre as ações de combate à covid-19 no Espírito Santo.

Foto: Divulgação

Segundo o Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, o número de idosos aptos para alcançar a meta do risco "muito baixo" registrou uma queda na cobertura. "Desta maneira, podemos perceber que a ampla maioria das regiões têm desempenho satisfatório de adolescentes e da D2 na população adulta. Em novembro, o desafio será alcançar a plena cobertura vacinal da dose de reforço na população idosa".

Colatina e Vitória contarão com novos postos de testagem

Luiz Carlos Reblin, subsecretário de Vigilância em Saúde, disse que como a vacina está seguindo muito bem, a tendência é  que o Espírito Santo tenha todas as microrregiões na cor azul. Mas, o momento ainda é de alerta uma vez que 281 mil capixabas ainda estão com a segunda dose em atraso.

"A testagem também vai definir no avanço dessas regiões na cor azul. Cada cidade precisa colocar um ponto de testagem com livre demanda, onde o indivíduo pode decidir a necessidade de fazer o teste. Temos vários pontos na Grande Vitória e começaremos amanhã em Colatina e Vila Velha, no Crefes, mais pontos de testagem para o RT-PCR", afirmou o subsecretário.

Com relação as máscaras, a pasta recomenda que elas deverão continuar sendo amplamente usadas, principalmente em regiões muito movimentadas, ônibus e ambiente fechados. Nésio Fernandes, reforçou que o uso delas é importante por que incrementa a proteção, funcionando como uma barreira (física) a mais para garantir a proteção da população.

Sesa anuncia alteração do limite de pessoas em ambientes abertos e fechados no ES

Reblin afirmou que, de imediato, nas áreas onde o mapa de risco está verde, a secretaria está alterando o limite de pessoas por ambiente já a partir do mês de novembro. "Estamos alterando o limite de população por ambiente, estabelecendo o máximo de 1.200 para espaços fechados e respeitando 50% da capacidade desses ambientes quando forem abertos. Também será feita a exigência da vacinação primária completa para ingressar nesses ambientes", lembrou.

Outro ponto abordado durante a coletiva é realização das festas de fim de ano. A expectativa da Sesa é que a imunização contra o novo coronavírus contribua para momentos mais festivos com a chegada do final do ano e as férias de verão. De acordo com o secretário, "com as coberturas vacinais, consideramos que as festas de final de ano serão liberadas no Espírito Santo, e que poderemos ao longo de 2022, ter um momento de superação desta etapa da pandemia".